Efeito do cádmio no fígado de girinos de rã-touro

Revista Eletrônica Científica da UERGS

Endereço:
Rua 7 de Setembro, 1156 - Centro
Porto Alegre / RS
90.010-191
Site: http://revista.uergs.edu.br/index.php/revuergs/
Telefone: (51) 3288-9006
ISSN: 24480479
Editor Chefe: Erli Schneider Costa
Início Publicação: 30/11/2015
Periodicidade: Quadrimestral
Área de Estudo: Multidisciplinar

Efeito do cádmio no fígado de girinos de rã-touro

Ano: 2017 | Volume: 3 | Número: 2
Autores: Fábio Camargo ABDALLA, Felipe Lissoni de Andrade NOGUEIRA, Monica Jones COSTA, Raquel Fernanda SALLA
Autor Correspondente: F.C. Abdalla | fabdalla@ufscar.br

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

O cádmio está presente em todos os ambientes impactados pela ação antrópica e age de forma negativa sobre sistemas biológicos. Devido às suas propriedades tóxicas, o cádmio é um dos vários elementos que contribuem para o declínio de populações de anfí-bios. Portanto, a ação do cádmio (Cd) durante o desenvolvimento pré-metamórfico em anfíbios, fígados de girinos de rã-touro, Lithoba-tes catesbeianus, foi analisada através de microscopia de luz. Os girinos foram expostos a 1μg Cd L-1, durante quatro e 16 dias, a partir do estágio 25 de Gosner. Para as análises histoquímicas foram utilizadas as técnicas PAS, Azul de Bromofenol e Azul da Prús-sia. A morfometria foi realizada pela contagem relativa da quantida-de de células melanomacrofágicas. Os resultados mostraram au-mento significativo das células melanomacrofágicas no grupo expos-to a quatro dias, porém não aos 16 dias. A técnica de Azul da Prús-sia demonstrou intensa atividade de captação de ferro pelas células melanomacrofágicas dos indivíduos do grupo exposto durante qua-tro dias. Com relação aos hepatócitos, a técnica de PAS-Azul de Bromofenol indicou diminuição de glicoconjugados neutros e proteí-nas totais nos grupos expostos após quatro e 16 dias. O Cd impac-tou de forma mais drástica os girinos após quatro dias de exposição, indicando a rápida resposta adaptativa destes animais aos efeitos nocivos do metal-traço.Conclui-se que o cádmio afeta o fígado dos girinos em estágios iniciais do desenvolvimento, mesmo a concen-trações permitidas pelo CONAMA (2005) para corpos d’água das classes I, II e IV.

Resumo Inglês:

Chemical compounds metabolically active originated from intense industrialization can contribute to the worldwide decline of amphibian populations. Cadmium is a highly toxic compound, considered an endocrine disrupter. For the analysis of its toxicological effects, this study used the liver of pre-metamorphic (Gosner 25 stage) bullfrog tadpole, Lithobates catesbeianus. The study assessed the effect of exposure to 1μg Cd L-1 after four and 16 days on the liver of these tadpoles through morphological and histochemical techniques. Gen-eral morphological analysis was performed under routine microsco-py, and for histochemical analyzes (PAS, Bromophenol Blue and Prussian Blue). Morphometry was performed by counting the relative amount of melano-macrophage cells. The morphometry showed significant increase in melano-macrophage cells in the hepatocytes exposed after four days, indicating sensitivity of the immune system to this xenobiotic. The Prussian Blue revealed intense activity the melano-macrophage cells of individuals exposed after four days due to the higher incidence of iron in these cells.Regarding the hepato-cytes, the PAS-Blue Bromophenol technique showed a decrease of neutral glycol-conjugates and total protein in both exposed groups (four and 16 days). It can be concluded that cadmium affects the liver of tadpoles in the early stages of development of bullfrog tad-poles, even at concentrations allowed by CONAMA (2005) to Clas-ses I, II and IV water bodies.