BIBLIOTECAS ESCOLARES E A NÃO CONSERVAÇÃO DOS ACERVOS PRODUZIDOS PELA CULTURA ESCOLAR - NAVIRAÍ/MS (1986 – 2010)

Perspectivas em Diálogo

Endereço:
Rodovia MS 141, km 4 – Naviraí – MS
Naviraí / MS
79950000
Site: http://www.seer.ufms.br/index.php/persdia/index
Telefone: (67) 98139-2364
ISSN: 2358-1840
Editor Chefe: Giovani Ferreira Bezerra
Início Publicação: 31/05/2014
Periodicidade: Semestral
Área de Estudo: Ciências Humanas, Área de Estudo: Educação, Área de Estudo: Sociologia

BIBLIOTECAS ESCOLARES E A NÃO CONSERVAÇÃO DOS ACERVOS PRODUZIDOS PELA CULTURA ESCOLAR - NAVIRAÍ/MS (1986 – 2010)

Ano: 2017 | Volume: 4 | Número: 8
Autores: Elaine Rodrigues, Roseli Maria Rosa de Almeida
Autor Correspondente: Roseli Maria Rosa de Almeida | [email protected]

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

O artigo insere-se no debate acerca da cultura escolar e direciona sua análise para a existência de bibliotecas escolares e a constatação da não conservação dos acervos produzidos pela cultura escolar, no município de Naviraí, no Estado de Mato Grosso do Sul, averiguando o acesso dos alunos do ensino fundamental e médio ao acervo literário das bibliotecas e ainda a circulação das obras impressas e distribuídas pela extinta Fundação de assistência ao estudante - FAE e pelo Programa Nacional Biblioteca da Escola - PNBE, no período de 1986 a 2010. As fontes utilizadas são: livros tombo destinados ao registro das obras literárias; livros e/ou fichas de empréstimos; croquis elaborados com a disposição de móveis e materiais; obras literárias enviadas às bibliotecas pela FAE e por meio do PNBE. O trabalho tem como marco cronológico o ano de 1986, período de implantação da primeira biblioteca escolar no município, e 2010, ano de publicação da Lei nº 12.244 de 24 de maio, que dispõe sobre a universalização das bibliotecas nas instituições de ensino do país. Roger Chartier e Michel de Certeau figuram como autores que amparam a análise. Os resultados apontam dificuldades de preservação dos materiais produzidos na escola. Essa ação remete a uma possível desconsideração da importância acerca da preservação da memória e história da educação, o que possibilita afirmar que a cultura escolar que predomina em alguns espaços é a da não valoração da biblioteca escolar como ambiente preponderante para a socialização do patrimônio cultural. 

Resumo Inglês:

The article is part of the debate about school libraries in the municipality of Naviraí, in the State of Mato Grosso do Sul. It deals with partial results of a thesis research that aims to investigate the access of primary and secondary school students to the literary collection of libraries, in the period from 1986 to 2010. The work has as a chronological landmark the year of 1986, the first school library in the municipality, and 2010, the year of publication of Law 12,244 of May 24, which deals with the universalization of libraries in the country's educational institutions. The research employs documentary analysis as a methodology, as well as oral history instruments, such as interviews. The sources used are: Tombo books intended for the registration of literary works; books and / or loan forms; sketches elaborated with the arrangement of furniture and materials; literary works sent to libraries by the FAE and through the PNBE and semi-structured interviews. Roger Chartier