Editorial

Revista Eletrônica Competências Digitais para Agricultura Familiar (RECoDAF)

Endereço:
Rua Domingos da Costa Lopes, 780 - Jardim Itaipu
Tupã / SP
17602-496
Site: http://codaf.tupa.unesp.br:8082
Telefone: (14) 98825-5999
ISSN: 2448-0452
Editor Chefe: Fernando de Assis Rodrigues
Início Publicação: 01/01/2015
Periodicidade: Semestral
Área de Estudo: Agronomia, Área de Estudo: Ciência e Tecnologia de Alimentos, Área de Estudo: Engenharia Agrícola, Área de Estudo: Ciência da computação, Área de Estudo: Administração, Área de Estudo: Ciência da informação, Área de Estudo: Engenharia ambiental

Editorial

Ano: 2017 | Volume: 3 | Número: 1
Autores: Diana Vilas Boas Souto Aleixo, Fernando de Assis Rodrigues
Autor Correspondente: Diana Vilas Boas Souto Aleixo | [email protected]

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

Desde 2015, difundir o conhecimento por meio de trabalhos formulados por pesquisadores de várias partes do Brasil que remetam ao tema Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e suas potencialidades no uso e apropriação dos construtos na temática da Agricultura têm sido o fator motivador da Revista Eletrônica Competências Digitais para Agricultura Familiar (RECoDAF). Desta forma, iniciamos a primeira edição de 2017 agradecendo à equipe de colaboradores do periódico, os avaliadores, os autores, os leitores e demais envolvidos neste percurso, que apesar de muito recompensador nos traz desafios cada vez maiores. A partir de 2016, a RECoDAF passou a fazer parte de um seleto grupo de periódicos brasileiros, sendo classificada no estrato B5 na área de Ciência & Informação, pelo Sistema Qualis da CAPES, e esta notícia motiva e impulsiona a nos lançar a novas metas, com o intuito de cada vez mais ser referência no intercâmbio de conhecimento científico entre pesquisadores, profissionais, discentes, docentes e agricultores. Nesta edição, a RECoDAF é composta por seis artigos: as inter-relações entre as Tecnologias de Informação e Comunicação e a Agricultura Familiar; o processo de acesso a dados de pesquisa; a utilização de ferramentas da tecnologia da informação em pequenas propriedades; a informática como ferramenta de inclusão no contexto dos agricultores familiares; a produção sustentável na agricultura familiar; e os processos de gestão das cooperativas. Desejamos uma ótima leitura.