EPÍFITOS VASCULARES EM ÁREA COM FLORESTA ESTACIONAL SEMIDECIDUAL, PELOTAS, RIO GRANDE DO SUL, BRASIL

Ciência E Natura

Endereço:
Revista Ciência e Natura | Campus Sede-Cidade Universitária | Av. Roraima nº 1000, Prédio 13, Sala 1122 | Fone/Fax +55(55) 3220-8735 | Bairro Camobi
Santa Maria / RS
97105-900
Site: http://www.ufsm.br/cienciaenatura
Telefone: (55) 3220-8735
ISSN: 2179-460X
Editor Chefe: Marcelo Barcellos da Rosa
Início Publicação: 30/11/1979
Periodicidade: Quadrimestral

EPÍFITOS VASCULARES EM ÁREA COM FLORESTA ESTACIONAL SEMIDECIDUAL, PELOTAS, RIO GRANDE DO SUL, BRASIL

Ano: 2013 | Volume: 35 | Número: Especial
Autores: Tângela Denise Perleberg, Élen Nunes Garcia, Sílvia Romeu Pitrez
Autor Correspondente: Tângela Denise Perleberg | [email protected]

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

O presente estudo teve como objetivo conhecer a composição florística de epífitos vasculares de uma Floresta Estacional Semidecidual no interior do município de Pelotas, através de coletas mensais no período de 2009-2011, realizadas a partir de caminhadas aleatórias de forma a abranger toda a área de estudo. No levantamento florístico foram encontradas 63 espécies, 31 gêneros e nove famílias. Orchidaceae apresentou a maior riqueza, com 24 espécies, seguida por Bromeliaceae com 12 espécies, Polypodiaceae com oito espécies, Piperaceae com sete espécies e Cactaceae com cinco espécies. Estas cinco famílias somam 89% da riqueza de epífitos vasculares na área de estudo. Destacaram-se pela riqueza florística, os gêneros Peperomia e Tillandsia com sete espécies cada e o gênero Oncidium com seis espécies. Com relação às categorias ecológicas, 59 espécies foram classificadas como holoepífitas habituais, envolvendo a totalidade das espécies de Bromeliaceae, Cactaceae, Orchidaceae, Piperaceae e Polypodiaceae. A maioria das espécies (70%) ocorreu simultaneamente como epífita e como rupícola na floresta em questão. A riqueza epifítica na área em estudo foi considerada alta, levando-se em consideração a posição austral da mata estudada.