QUALIDADE DA ÁGUA ORIUNDA DO ESCOAMENTO SUPERFICIAL SIMULADO EM BACIA HIDROGRÁFICA

Ciência E Natura

Endereço:
Revista Ciência e Natura | Campus Sede-Cidade Universitária | Av. Roraima nº 1000, Prédio 13, Sala 1122 | Fone/Fax +55(55) 3220-8735 | Bairro Camobi
Santa Maria / RS
97105-900
Site: http://www.ufsm.br/cienciaenatura
Telefone: (55) 3220-8735
ISSN: 2179-460X
Editor Chefe: Marcelo Barcellos da Rosa
Início Publicação: 30/11/1979
Periodicidade: Quadrimestral

QUALIDADE DA ÁGUA ORIUNDA DO ESCOAMENTO SUPERFICIAL SIMULADO EM BACIA HIDROGRÁFICA

Ano: 2013 | Volume: 35 | Número: Especial
Autores: Pedro Daniel da Cunha Kemerich, Sergio Roberto Martins, Masato Kobiyama, Antonio Luiz Santi, Carlos Eduardo Balestrin Flores, Willian Fernando de Borba, Gabriel D'Ávila Fernandes, Maurício Roberto Cherubin
Autor Correspondente: Pedro Daniel da Cunha Kemerich | [email protected]

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

Dentre as principais fontes de contaminação dos recursos hídricos tanto superficiais quando subterrâneos, o escoamento superficial destaca-se principalmente no carreamento de substancias contaminantes, acarretando em alterações prejudiciais na qualidade da água. O presente trabalho tem como objetivo a determinação das características físicas e químicas da água oriunda do escoamento superficial da bacia hidrográfica do Rio Vacacaí-Mirim. Para a realização do presente estudo foi utilizado o método o método “Cornell Sprinkle Infiltrometer”, que promove uma chuva simulada, com três coletas da água proveniente do escoamento superficial, aos 3, 30 e 60 minutos. Após a coleta, foram realizadas testes em laboratório para a determinação dos parâmetros (Cloretos, Condutividade Elétrica, Cor, Flúor, Oxigênio Dissolvido, pH, Potássio, Sódio, Sólidos Sedimentáveis). Os valores de Cloro variaram de 0,05 a 0,59 mg L-1, Condutividade Elétrica variaram de 31,1 a 188,1 µS cm-1, a Cor oscilou entre 0,9 e 523 uC, as concentrações de Flúor variaram de 0 a 2,1 mg L-1, o Oxigênio Dissolvido variou de 0,9 a 8,4 mg L-1, o pH variou de 5,7 a 7,41, a concentração de Potássio variou entre 0 e 20 mg L-1, os valores de Sódio variaram de 2 a 171 mg L-1, a concentração de Sólidos Sedimentáveis variaram de 0,01 a 5.6 mg L-1. Os resultados das análises da variância, não revelaram interações entre os fatores uso e manejo do solo no início do escoamento superficial para nenhuma das variáveis estudadas, enquanto que as alterações químicas na água em função do período do início do escoamento superficial verificou-se efeito significativo apenas na cor da água.