RECONSTRUÇÃO NORMATIVA E SOCIALIDADE DA RAZÃO: NOTAS SOBRE A DISCUSSÃO CONTEMPORÂNEA EM TORNO DA NOÇÃO HEGELIANA DE RECONHECIMENTO

Síntese

Endereço:
Av. Dr. Cristiano Guimarães 2127, Planalto
Belo Horizonte / MG
31720300
Site: http://faje.edu.br/periodicos/index.php/Sintese
Telefone: (31) 31157013
ISSN: 1034332
Editor Chefe: João Augusto Anchieta Amazonas Mac Dowell
Início Publicação: 31/12/1973
Periodicidade: Quadrimestral
Área de Estudo: Filosofia

RECONSTRUÇÃO NORMATIVA E SOCIALIDADE DA RAZÃO: NOTAS SOBRE A DISCUSSÃO CONTEMPORÂNEA EM TORNO DA NOÇÃO HEGELIANA DE RECONHECIMENTO

Ano: 2016 | Volume: 43 | Número: 137
Autores: Erick Lima
Autor Correspondente: Suporte Periódicos | [email protected]

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

No esforço a seguir, gostaria de apresentar as direções mais gerais pelas quais se dá a discussão na filosofia contemporânea da noção hegeliana de reconhecimento. Depois de recordar a origem desse conceito, recupero um contexto epistemológico de discussão no qual a noção de intersubjetividade agregada à noção de reconhecimento se faz presente (1). Em seguida, procuro coordenar, a partir da recente discussão travada por Robert Pippin e Axel Honneth, a relação entre o programa de “reconstrução normativa” e a tese de que estaria em jogo, na filosofia hegeliana, uma “socialidade da razão” (2). Finalmente, a partir dessa rápida retomada, aprofundo a questão de pertinência da noção de reconhecimento no âmbito da filosofia prática, da filosofia social e da teoria crítica (3).

Resumo Inglês:

The paper aims at presenting the main features of the contemporary debate on Hegel’s concept of recognition. To begin with, we attempt to recover the epistemological context in which the comprehension of intersubjectivity, linked to the notion of recognition, seems to have great influence (1). Secondly, based on the discussion between Robert Pippin and Axel Honneth about neo-Hegelianism in practical philosophy, we investigate the relation between “normative reconstruction” and “sociality of reason” (2). Finally, the paper focuses on the importance of recognition in philosophical branches such as practical philosophy and critical theory.