Agroecologia, relações produtivas e de gênero na agricultura familiar: o estudo de caso da associação de produtores agroecológicos sementes do futuro de Atalanta - SC

Ágora - UNISC

Endereço:
Avenida Independência, 2293 - Bloco 5, Sala 506
Santa Cruz do Sul / RS
1
Site: http://online.unisc.br/seer/index.php/agora/index
Telefone: (51) 3717-7378
ISSN: 19826737
Editor Chefe: [email protected]
Início Publicação: 28/02/1995
Periodicidade: Semestral
Área de Estudo: História

Agroecologia, relações produtivas e de gênero na agricultura familiar: o estudo de caso da associação de produtores agroecológicos sementes do futuro de Atalanta - SC

Ano: 2015 | Volume: 17 | Número: 2
Autores: J. Gores
Autor Correspondente: J. Gores | [email protected]

Palavras-chave: agricultura, agroecologia, gênero

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

As transformações ocorridas na agricultura familiar nos últimos quarenta anos têm incitado estudos no ponto de vista social, intelectual e no campo político. Entre as perspectivas enfocadas destacam-se a reprodução social, as políticas públicas, a sucessão da propriedade familiar, as relações de gênero, as relações produtivas, entre outros. Neste cenário, a agroecologia vem sendo considerada uma alternativa de geração de renda e de fixação das populações no campo, de manutenção das relações produtivas, por meio de melhoria das condições de vida renda e de trabalho. Ela tem promovido alterações nas relações de gênero e rearranjos familiares à medida que o trabalho feminino deixa de ser invisibilizado. Neste contexto, este estudo objetiva analisar a importância da agroecologia como promotora de equidade de gênero e de manutenção das relações produtivas na agricultura familiar agroecológica da Associação de Produtores Agroecológicos Semente do Futuro (APASF) do município de Atalanta (SC). Para tal, foi realizada uma pesquisa qualitativa de caráter etnográfico, com base na coleta de dados por meio de entrevistas não estruturadas e observação participante realizadas com homens e mulheres, membros da Associação. Segundo os relatos, a agroecologia promoveu mudanças na organização familiar, na posição de gênero no interior da Associação e reposicionou às mulheres nas propriedades e nas relações familiares. Além disso, manteve as relações produtivas no campo por meio da geração de renda e da permanência destas famílias no meio rural. Por fim, as ações futuras da Associação envolvem homens e mulheres e evidenciam que é possível igualdade gênero na agricultura familiar.



Resumo Inglês:

The transformations occured in the familiar agriculture in the last fourty years has incited studies in the political, intellectual and social areas, In the on focus perspectives we can find the social reproduction, the public policy, the succession of the family property, the gender relations, the productive relations, among others. In the scenery the agroecology has been concidered an income generator alternative, it has keeping the families in their farms and also mantaining the productive relations through improvements in life, income and work. It has promoted family rearragements as the female labor ceases to be made invisible. In this context, this study aims to analyse the importance of the agroecology as gender equity promoter and maintaining productive relations in family farming. Atalanta, SC, Sementes do futuro (seeds of the future), (APASF) producers association agroecolic. For such, it was conducted a ethnographic qualitative survey based on the datas collecting through unstructured interviews and participant observations carried on men and women, association members. According to reports, the agroecology promoted changes in the familiar organization, the position of gender in the association, replaced women in the properties and in the family relations. Although, it maintened the productive associations in the countryside through the income produce and the families permanece in the countryside areas. Lastly, the future association plans involve men and women and it shows that is possible equality gender in family farming.