ANÁLISE DOS DETERMINANTES DO TEMPO ENTRE O DIAGNÓSTICO E O INÍCIO DO TRATAMENTO DO CÂNCER DE MAMA

Revista Saber Digital

Endereço:
Rua Sargento Vitor Hugo, 161 - Bairro de Fátima
Valença / RJ
27600-000
Site: http://revistas.faa.edu.br/index.php/SaberDigital
Telefone: (24) 2453-0700
ISSN: 19828373
Editor Chefe: Lilian Cristina de Sousa Oliveira Batista Cirne
Início Publicação: 02/01/2008
Periodicidade: Semestral
Área de Estudo: Educação física, Área de Estudo: Enfermagem, Área de Estudo: Medicina, Área de Estudo: Odontologia, Área de Estudo: Multidisciplinar

ANÁLISE DOS DETERMINANTES DO TEMPO ENTRE O DIAGNÓSTICO E O INÍCIO DO TRATAMENTO DO CÂNCER DE MAMA

Ano: 2020 | Volume: 13 | Número: 2
Autores: Amanda Carvalho Ferreira de Souza, Felipe Rodrigues Maia, Gabriela de Azevedo Rosestolato Soares, Lays Moore Marques, Lya Moore Marques, Mariana de Castro Villela
Autor Correspondente: Amanda Carvalho Ferreira de Souza | [email protected]

Palavras-chave: Breast neoplasms, delay, time-to-treatment, neoplasia de mama, atraso, tempo para tratamento

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

Objetivo- Este estudo busca analisar os determinantes para o início do tratamento do câncer de mama, objetivando entender os fatores associados ao atraso no sistema público de saúde. Materiais e Métodos- Estudo descritivo retrospectivo com dados coletados no DATASUS, disponíveis no PAINEL-oncologia. A população foi composta por mulheres com diagnóstico de câncer de mama no período de 2016 a 2020, e selecionadas as variáveis: UF da residência, diagnóstico detalhado C50- Neoplasia maligna da mama, faixa etária, modalidade terapêutica, estadiamento, e tempo de tratamento. Resultados- Na amostra de 161.586 mulheres com câncer de mama, 43,6% dos casos tiveram atraso no início do tratamento oncológico, com intervalo de
tempo maior que 60 dias. Dos determinantes analisados, observou-se atraso para o início do tratamento em 80% dos casos tratados com radioterapia, 64% dos casos de câncer de mama estadiamento 1, 56% dos casos no estado do Rio de Janeiro, e 46% dos casos com a faixa etária acima de 60 anos. Conclusões- O estudo demostrou que uma parcela importante das pacientes inicia o tratamento do câncer de mama com atraso. Portanto, deve ser fiscalizada e reorganizada a linha de cuidado a pacientes com câncer de mama, desde seu diagnóstico, para que seja reduzido o tempo para início do tratamento e consequentemente a mortalidade da doença.



Resumo Inglês:

Objective: This study seeks to analyzethe determinants for thebeginning of breast cancertreatment,aimingtounderstand thefactors associated with the delayin the public health system.Materialsand Methods-Retrospective descriptive studywith data collected in DATASUS, available onPANEL-oncology. The population was composed of womenwith diagnosisof breast cancerin the period from2016to 2020, and selected the variables: state of residence, detailed diagnosis C50-malignat breast neoplasm, age range, therapeutic modality,stage,andtreatment time. Results-Inthe sample of 161.586 women with breast cancer, 43,6 % of the cases had delay in the beginning of the oncological treatment, withtime interval bigger than 60 days.Among the analyzed determinants, noticeddelay to begin the treatment in 80% ofthe cases treated by radiotherapy, 64% of the casesof stage 1 breast cancer, 56% of the cases in the state of Rio de Janeiro, and 46% of the cases with age range above60 years.Conclusion-The study showed that a significant portion of patients beginbreast cancer treatmentwith delay. Therefore, it must be inspected and reorganized line of care to patients withbreast cancer, since the diagnosis, so the mortality of the disease be reduced.