ASSISTÊNCIA À SAÚDE MENTAL VOLTADA PARA MULHERES NA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE

Revista de Ciências da Saúde Nova Esperança

Endereço:
Avenida Frei Galvão - Gramame
João Pessoa / PB
58067-695
Site: http://www.revista.facene.com.br
Telefone: (83) 2106-4777
ISSN: 23177160
Editor Chefe: Ana Lima Dantas
Início Publicação: 30/07/2013
Periodicidade: Quadrimestral
Área de Estudo: Ciências Agrárias, Área de Estudo: Agronomia, Área de Estudo: Medicina Veterinária, Área de Estudo: Ciências da Saúde, Área de Estudo: Educação física, Área de Estudo: Enfermagem, Área de Estudo: Farmácia, Área de Estudo: Fisioterapia e terapia ocupacional, Área de Estudo: Medicina, Área de Estudo: Nutrição, Área de Estudo: Odontologia, Área de Estudo: Saúde coletiva

ASSISTÊNCIA À SAÚDE MENTAL VOLTADA PARA MULHERES NA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE

Ano: 2019 | Volume: 17 | Número: 2
Autores: Leal Dantas, L., Solano, L., & Oliveira, L.
Autor Correspondente: ConfiguraçõesLuana Adrielle Leal Dantas | [email protected]

Palavras-chave: Assistência à saúde, Transtornos Mentais, Saúde da Mulher

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

A atenção básica é classificada como a principal forma de acesso do usuário ao Sistema Único de Saúde, proporcionando ações coletivas e individuais, visando à promoção e proteção à saúde, bem como o diagnóstico precoce, adesão ao tratamento e reabilitação. Objetiva-se realizar uma revisão de literatura acerca da presença da população feminina no serviço de atenção básica, proveniente de queixas relacionadas à saúde mental. Trata-se de um levantamento bibliográfico, realizado no período de 2011 a 2018, nas bases de dados Lilacs, Scielo e Medline. Utilizou-se os descritores: assistência à saúde, transtornos mentais e saúde da mulher. Como critérios de inclusão adotou-se: artigos publicados no período de 2011 a 2018, que possua consistência metodológica e que abragem a temática, excluindo os que não atendessem aos critérios citados. Foram encontrados na pré-análise 146 artigos e, após a leitura dos títulos e resumos excluídos os que não atenderam a temática proposta, sendo selecionado 20 artigos e destes, somente 16 atenderam aos critérios de inclusão. Foi realizada uma análise temática de conteúdo, proposta por Bardin,sendo identificadas três categorias, violência moral, sexual e doméstica, Transtornos mentais mais prevalentes e Uso de álcool e outras drogas. A violência psicológica possui a maior prevalência, seguido pela violência física, possuindo como fatores determinantes o baixo nível de escolaridade, a situação conjugal, histórico materno de violência por parceiro íntimo e uso de drogas, e por fim, a violência sexual, tida como o terceiro tipo mais predominante, associada à renda familiar, predispondo o desenvolvimento dos transtornos mentais comuns, além do uso abusivo de psicofármacos, estresse, ansiedade e problemas conjugais. Neste sentido, entende-se que as mulheres em sofrimento mental possuem inúmeras razões que desencadeiam seu estado de saúde, estando à violência e o abuso no consumo de álcool e outras drogas, dentre os fatores mais relacionados à etiologia dos transtornos mentais.



Resumo Inglês:

Primary care is classified as the main form of user access to the Unified Health System, providing collective and individual actions aimed at promoting and protecting health, as well as early diagnosis, adherence to treatment and rehabilitation. The aim is to perform a literature review about the presence of the female population in the primary care service, arising from complaints related to mental health. This is a bibliographic survey, conducted from 2011 to 2018, in the databases Lilacs, Scielo and Medline. The following descriptors were used: health care, mental disorders and women's health. As inclusion criteria were adopted: articles published from 2011 to 2018, which has methodological consistency and that open the theme, excluding those that did not meet the criteria mentioned. 146 articles were found in the pre-analysis and, after reading the titles and abstracts excluded those who did not meet the proposed theme, being selected 20 articles and of these, only 16 met the inclusion criteria. A thematic content analysis proposed by Bardin was performed and three categories were identified: moral, sexual and domestic violence, the most prevalent mental disorders and alcohol and other drug use. Psychological violence has the highest prevalence, followed by physical violence, having as determinant factors the low level of education, marital status, maternal history of intimate partner violence and drug use, and finally, sexual violence, considered as the third most prevalent type, associated with family income, predisposing the development of common mental disorders, in addition to the abuse of psychotropic drugs, stress, anxiety and marital problems. In this sense, it is understood that women in mental distress have numerous reasons that trigger their health status, being the violence and abuse of alcohol and other drugs, among the factors most related to the etiology of mental disorders.