CONSUMO DE ÁLCOOL ENTRE ACADÊMICOS DE ENGENHARIA CIVIL

Bionorte

Endereço:
Avenida Osmani Barbosa, 11.111 - Conjunto Residencial JK
Montes Claros / MG
39404-006
Site: http://revistas.funorte.edu.br/revistas/index.php/bionorte
Telefone: (38) 2101-9288
ISSN: 2175-1943
Editor Chefe: Árlen Almeida Duarte de Sousa
Início Publicação: 01/02/2014
Periodicidade: Semestral
Área de Estudo: Ciências Biológicas, Área de Estudo: Ciências da Saúde, Área de Estudo: Multidisciplinar

CONSUMO DE ÁLCOOL ENTRE ACADÊMICOS DE ENGENHARIA CIVIL

Ano: 2016 | Volume: 5 | Número: 2
Autores: D. E. O. Souza, P. G. P. Xavier, W. D. Soares, L. A. C. Finelli
Autor Correspondente: L. A. C. Finelli | [email protected]

Palavras-chave: Acadêmicos. Consumo de Bebidas Alcoólicas. Álcool.Formação. Engenharia Civil.

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

O presente estudo tem como objetivo identificar a prevalência do consumo de álcool entre os acadêmicos do curso de Engenharia Civil de uma instituição de ensino superior na cidade de Montes Claros – MG. Pesquisa quantitativa de corte transversal e descritiva. A população pesquisada foi constituída de 112 acadêmicos devidamente matriculados e distribuídos entre o 6° e o 10° período. Para a coleta de dados foram utilizados Teste para Identificação de Problemas Relacionados ao Uso de Álcool – AUDIT, o Teste para triagem do envolvimento com o álcool - ASSIST, o Inventário de Expectativas e Crenças Pessoais sobre o Álcool – IECPA e a Escala de Satisfação com o Suporte Social – ESSS. A amostra apresentou predominância do sexo feminino. Relacionado à análise de resultados do AUDIT, verificou-se que 71,23%, apresenta baixo risco, sendo classificados como nível 1. Para o ASSIST, o nível 1 classificado como uso ocasional, representou 71,23%. No IECPA, 73,97% dos indivíduos possui baixa expectativa – baixa vulnerabilidade acerca do álcool. E no ESSS, os resultados mostram que a maior parte dos colaboradores, 68,49%, considera ter alto suporte social. Conclui-se que o uso de álcool apresenta baixo risco e demonstrou baixa vulnerabilidade ao seu consumo.



Resumo Inglês:

This study aims to identify the prevalence of alcohol consumption among students of Civil Engineering of a University in the city of Montes Claros - MG. Quantitative research and descriptive cross-sectional. The population studied consisted of 112 students properly enrolled and distributed between the 6th and the 10th period. For data collection were used test for identification of problems related to alcohol use, test for screening of involvement with alcohol, the Inventory of Expectations and Personal Beliefs about Alcohol and Satisfaction Scale of Social Support. The sample showed a predominance of females. Related to test for identification of problems related to alcohol use the results of analysis, it was found that 71,23%, a low risk, are classified as Level 1. To test for screening of involvement with alcohol, level 1 classified as occasional use, accounted for 71,23%. In Inventory of Expectations and Personal Beliefs about Alcohol, 73,97% of people have low expectations - low vulnerability about alcohol. And Satisfaction Scale of Social Support, the results show that the majority of employees, 68,49% considered to have high social support. We conclude that the use of alcohol has low risk and demonstrated low vulnerability to its consumption.