CONSUMO DE ANTI-INFLAMATÓRIOS ENTRE UNIVERSITÁRIOS: um alerta para o uso racional

Revista de Ciências da Saúde Nova Esperança

Endereço:
Avenida Frei Galvão - Gramame
João Pessoa / PB
58067-695
Site: http://www.revista.facene.com.br
Telefone: (83) 2106-4777
ISSN: 23177160
Editor Chefe: Ana Lima Dantas
Início Publicação: 30/07/2013
Periodicidade: Quadrimestral
Área de Estudo: Ciências Agrárias, Área de Estudo: Agronomia, Área de Estudo: Medicina Veterinária, Área de Estudo: Ciências da Saúde, Área de Estudo: Educação física, Área de Estudo: Enfermagem, Área de Estudo: Farmácia, Área de Estudo: Fisioterapia e terapia ocupacional, Área de Estudo: Medicina, Área de Estudo: Nutrição, Área de Estudo: Odontologia, Área de Estudo: Saúde coletiva

CONSUMO DE ANTI-INFLAMATÓRIOS ENTRE UNIVERSITÁRIOS: um alerta para o uso racional

Ano: 2019 | Volume: 17 | Número: 2
Autores: Bezerra, D., Cavalcanti, T., Pinto, D., Nogueira, W., & Bonzi, A.
Autor Correspondente: Daniel Sarmento Bezerra | [email protected]

Palavras-chave: Analgésicos. Antipiréticos. Estudantes de medicina.

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

Os Anti-inflamatórios não-esteroides (AINES) são usados em diversos distúrbios imunológicos e inflamatórios. O seu emprego, entretanto, tem sido feito, na maioria das vezes, de forma abusiva, causando grandes impactos na sociedade, inclusive mortes. Nesse contexto, o presente estudo tem como objetivo evidenciar o perfil do consumo de anti-inflamatórios, antipiréticos e analgésicos entre estudantes de medicina de uma Faculdade da rede privada de João Pessoa-PB, alertando-se para a necessidade do uso racional destes medicamentos. Trata-se de uma pesquisa de campo com caráter descritivo, de abordagem quantitativa. A pesquisa foi realizada com discentes do curso de medicina da Faculdade de Medicina Nova Esperança e contou com a participação de 42 alunos do primeiro e segundo períodos do referido curso. O estudo contemplou um questionário estruturado, dividido em duas partes: Parte I – dados de identificação dos participantes e Parte II – dados referentes ao uso de anti-inflamatórios, analgésicos e antitérmicos. A pesquisa foi aprovadaelo Comitê de Ética e Pesquisa FACENE/FAMENEno método quantitativo. Os dados foram analisados por meio de estatística descritiva através de frequência absoluta (número) e relativa (percentual), utilizando parâmetros de estatística descritiva. Dentre os estudantes entrevistados a grande maioria relatou utilizar ao menos 2 medicamentos ao mesmo tempo com certa frequência. Integraram a pesquisa os seguintes medicamentos: paracetamol, dipirona, ibuprofeno e ácido acetilsalicílico, sendo o mais consumido o paracetamol. Ademais, 32 estudantes revelaram utilizar medicamentos sem prescrição médica o que gera preocupação acerca dos fatores que possam ser melhorados para que haja uma utilização mais racional destes medicamentos.



Resumo Inglês:

Non-steroidal anti-inflammatory drugs (NSAIDs) are used in a variety of immune and inflammatory disorders. Their employment, however, has been mostly abused, causing major impacts on society, including deaths. In this context, the present study aims to highlight the profile of anti-inflammatory, antipyretic and analgesic consumption among medical students from a private school in João Pessoa-PB, alerting to the need for rational use of these drugs. This is a descriptive field research with a quantitative approach. The research was conducted with students of the medical course of the Nova Esperança Medical School and was attended by 42 students from the first and second periods of that course. The study included a structured questionnaire, divided into two parts: Part I - participant identification data and Part II - data on the use of anti-inflammatory, analgesic and antipyretic drugs. The research was approved by the FACENE / FAMENE Research Ethics Committee in the quantitative method. Data were analyzed using descriptive statistics using absolute (number) and relative (percentage) frequencies using descriptive statistics parameters. Among the students interviewed, the vast majority reported using at least 2 medications at the same time with some frequency. The research included the following drugs: acetaminophen, dipyrone, ibuprofen and acetylsalicylic acid, with paracetamol being the most consumed. In addition, 32 students revealed that they use nonprescription drugs, which raises concern about the factors that could be improved so that there is a more rational use of these drugs.