A criação do Parque Estadual das Lauraceas no contexto das políticas públicas ambiental e agrária no Paraná

GeoTextos

Endereço:
Instituto de Geociências da Universidade Federal da Bahia - UFBA Rua Barão de Geremoabo, s/n, Federação
Salvador / BA
40.170-970
Site: http://www.geotextos.ufba.br
Telefone: 71-32838569
ISSN: 1984-5537
Editor Chefe: Angelo Serpa
Início Publicação: 28/02/2005
Periodicidade: Semestral
Área de Estudo: Geografia

A criação do Parque Estadual das Lauraceas no contexto das políticas públicas ambiental e agrária no Paraná

Ano: 2015 | Volume: 11 | Número: 1
Autores: Jandaira Santos Moscal, Cicilian Luíza Löwen Sahr
Autor Correspondente: Jandaira Santos Moscal | [email protected]

Palavras-chave: Populações tradicionais, Conflitos socioterritoriais, Parque das Lauraceas, Vale do Ribeira/Paraná

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

A criação do Parque Estadual das Lauraceas no Vale do Ribeira, em 1979, marca uma fase de transição na gestão territorial do Paraná. Até então, os esforços eram direcionados para a colonização e a regularização das terras naquela região. A partir dos anos 1980, intensificam-se as ações voltadas à conservação da natureza com medidas de proteção integral. Na última década, assiste-se a um gradativo entrelaçamento entre as políticas públicas ambiental e agrária a partir de ações ligadas à questão quilombola. Busca-se, neste artigo, compreender esta mudança de tendência da gestão pública para o caso do Vale do Ribeira paranaense. Discursos institucionais e documentos históricos pautam a compreensão dessa dinâmica. O estudo demonstra que embora as políticas governamentais recentes apontem para uma gestão mais integrada do que setorial, com relação ao Parque Estadual das Lauraceas e seu entorno ainda existe muito a absolver dessa nova tendência.