Democracia e educação em direitos humanos no Brasil: resistência e possibilidades da defesa da plataforma humanista no cenário político nacional e mundial

Filosofia e Educação

Endereço:
Rua Sérgio Buarque de Holanda - 421 - Cidade Universitária
Campinas / SP
13083-859
Site: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rfe
Telefone: (19) 3521-6729
ISSN: 1984-9605
Editor Chefe: Silvio Sanchez Gamboa
Início Publicação: 07/03/2018
Periodicidade: Quadrimestral
Área de Estudo: Ciências Humanas, Área de Estudo: Educação, Área de Estudo: Filosofia

Democracia e educação em direitos humanos no Brasil: resistência e possibilidades da defesa da plataforma humanista no cenário político nacional e mundial

Ano: 2020 | Volume: 12 | Número: 2
Autores: Mota, Helena de Assis
Autor Correspondente: Mota, Helena de Assis | [email protected]

Palavras-chave: Democracia, Educação, Direitos humanos

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

O presente artigo aborda a Educação em Direitos Humanos –EDH e seu desenvolvimento na esfera educacional brasileira. Proposta formalmente no Brasil pelo PNEDH -Plano Nacional de Educação em Direitos Humanos, a EDH é incompatível com a plataforma políticada extrema-direita em ascensão nacional e internacionalmente. No ambiente escolar também pode ser considerada problemática por modelos de gestão não-participativos e produtivistas, já que promove o questionamento explícito de pilares como hierarquia, democracia e liberdade dentre os educandos, além de não figurar entre as matérias tradicionalmente exigidas nas avaliações educacionais. Metodologicamente, a perspectiva da pedagogia histórico-crítica forneceu os pressupostos para o levantamento bibliográfico-documental e a análise do discurso, realizados no material selecionado. Como conclusão, destaca-se que a defesa da perspectiva de gestão democrática alinhada aos fundamentos de direitos humanos presentes nos programas de pós-graduação das universidades públicas nacionais indica serem estes espaços privilegiados de reflexão sobre as iniciativas voltadas para a disseminação da EDH para gestores educacionais e educadores em geral, a fim de capilarizar suas temáticas e auxiliar concretamente a implementação do PNEDH sem descuidar da perspectiva humanista intrínseca à proposta.



Resumo Inglês:

This article deals with Human Rights Education -EDH and its development in the Brazilian educational sphere. Formally proposed in Brazil by the PNEDH -National Human Rights Education Plan, EDH is incompatible with the political platform of the extreme right rising nationally and internationally. In the school environment it can also be considered problematic by non-participatory and productivist management models, since it promotes the explicit questioning of pillars such as hierarchy, democracy and freedom among students, besides not being among the subjects traditionally required in educational assessments. Methodologically, the perspective of historical-critical pedagogy provided the assumptions for the bibliographic-documentary survey and discourse analysis performed on the selected material. As a conclusion, it is worth noting that the defense of the perspective of democratic management aligned with the human rights foundations present in the postgraduate programs of national public universities indicate that these are privileged spaces for reflection on the initiatives aimed at the dissemination of HRE to educational managers and educators in general, in order to capillarize their themes and concretely help the PNEDH ́s implementation without neglectingthe humanist perspective instituting the proposal.