Doses e fontes de zinco aplicado via foliar na qualidade de mudas de alface

Revista Agrária Acadêmica

Endereço:
Rua Rio Grande do Norte - 1342, sala 3 - Centro
Imperatriz / MA
65901-280
Site: https://agrariacad.com/
Telefone: (81) 9423-2398
ISSN: 2595-3125
Editor Chefe: Jailson Honorato
Início Publicação: 01/05/2018
Periodicidade: Bimestral
Área de Estudo: Ciências Agrárias, Área de Estudo: Agronomia, Área de Estudo: Biologia geral, Área de Estudo: Bioquímica, Área de Estudo: Botânica, Área de Estudo: Ciência e Tecnologia de Alimentos, Área de Estudo: Ecologia, Área de Estudo: Engenharia Agrícola, Área de Estudo: Medicina Veterinária, Área de Estudo: Melhoramento Animal, Área de Estudo: Microbiologia, Área de Estudo: Recursos Florestais e Engenharia Florestal, Área de Estudo: Recursos Pesqueiros e Engenharia da Pesca, Área de Estudo: Zoologia, Área de Estudo: Zootecnia

Doses e fontes de zinco aplicado via foliar na qualidade de mudas de alface

Ano: 2022 | Volume: 5 | Número: 2
Autores: Ádila Pereira de Sousa, Ildon Rodrigues do Nascimento, João Victor Gonçalves Carline, Liomar Borges de Oliveira, Simone Pereira Teles, Fernanda Fonseca Pereira, João Francisco de Matos Neto, Danielly Barbosa Kaonrdörfer
Autor Correspondente: Ádila Pereira de Sousa | [email protected]

Palavras-chave: Lactuca sativa L., propagação, micronutriente, teor foliar de zinco

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

Objetivou-se avaliar a resposta de mudas de alface à aplicação foliar de diferentes fontes e doses de zinco. O experimento foi conduzido em casa de vegetação e o delineamento foi inteiramente casualizado em esquema fatorial (3 x 5), constituído por 3 fontes com 5 doses cada: sulfato de Zn (0, 50, 100, 150 e 200 g Zn ha-1), óxido de Zn (0, 187, 375, 562 e 750 g Zn ha-1) e quelato de Zn (0; 36,25; 72,50; 108,40; e 145 g Zn ha-1), com 4 repetições. Os maiores teores de Zn foliar foram obtidos nas doses 200, 562 e 72,50 g Zn ha-1, das fontes sulfato, óxido e quelato, respectivamente.



Resumo Inglês:

The objective was to evaluate the response of lettuce seedlings to foliar application of different sources and doses of zinc. The experiment was carried out in a greenhouse, and the design was completely randomized in a factorial scheme (3 x 5), consisting of 3 sources with 5 doses each: Zn sulfate (0, 50, 100, 150 and 200 g Zn ha-1), Zn oxide (0, 187, 375, 562 and 750 g Zn ha-1) and Zn chelate (0; 36.25; 72,50; 108,40; and 145 g Zn ha-1), with 4 repetitions. The highest levels of foliar Zn were obtained at doses of 200, 562 and 72,50 g Zn ha-1, from sulfate, oxide and chelate sources, respectively.