EDUCAÇÃO EM SAÚDE BUCAL NA ESCOLA: DIÁLOGOS NO PERCURSO EXTENSIONISTA

Expressa Extensão

Endereço:
Rua Gomes Carneiro, 1 - Centro
Pelotas / RS
96010-610
Site: https://periodicos.ufpel.edu.br/ojs2/index.php/expressaextensao
Telefone: (53) 3284-3992
ISSN: 2358-8195
Editor Chefe: Paula Garcia Lima
Início Publicação: 31/05/2014
Periodicidade: Quadrimestral
Área de Estudo: Multidisciplinar

EDUCAÇÃO EM SAÚDE BUCAL NA ESCOLA: DIÁLOGOS NO PERCURSO EXTENSIONISTA

Ano: 2021 | Volume: 26 | Número: 2
Autores: Lucí Regina Panka Archegas, Izabel do Rocio Costa Ferreira, Sávio Marcelo Leite Moreira da Silva, Paulo César Gonçalves dos Santos
Autor Correspondente: Expressa Extensão | [email protected]

Palavras-chave: Extensão universitária. Saúde bucal. Educação em Saúde. Ensino médio.

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

A Política Nacional de Saúde Bucal destaca a importância da construção de ações que envolvam as linhas do cuidado da criança e do adolescente. Outrossim, a Política Nacional de Extensão Universitária reafirma a melhoria da qualidade da educação básica como uma das áreas essenciais de atuação na relação da extensão com as políticas públicas. A universidade exerce importante papel promotor de saúde ao desenvolver parcerias com a escola, pois, este espaço deve possibilitar o desenvolvimento pleno do cidadão. Deste modo, o objetivo deste artigo é apresentar os percursos da ação extensionista em saúde bucal realizada para escolares do ensino médio com o protagonismo educador dos alunos de Odontologia e do Curso Técnico em Agente Comunitário de Saúde, da Universidade Federal do Paraná. Essa ação extensionista envolveu a calibração dos extensionistas para a promoção de saúde bucal por meio de um evento de extensão, escolha do público alvo, seleção do colégio para atuação, diagnóstico inicial das necessidades de higiene oral pela aplicação de questionário aos escolares, planejamento e execução de dois eventos de extensão: uma oficina sobre cárie e doença periodontal, com atividades lúdicas e palestra aos escolares; e uma abordagem prática de higiene bucal com macro modelos, evidenciação de placa bacteriana e escovação supervisionada. Participaram de cada evento cerca de 300 escolares. Os resultados destacam a importância do compromisso da universidade em realizar ações extensionistas em saúde bucal na escola, de modo a possibilitar a formação de sujeitos (tanto os escolares quanto os universitários) críticos, autônomos, construtores e multiplicadores de conhecimento.