Educação feminina e fé: o Colégio dos Santos Anjos e o Rio de Janeiro da Belle Époque (1898-1920)

Atualidade Teológica

Endereço:
Rua Marquês de São Vicente, 225 - Departamento de Teologia - PUC-Rio - Gávea
Rio de Janeiro / RJ
22451-900
Site: http://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/rev_ateo.php?strSecao=INDEX
Telefone: (21) 3527-1974
ISSN: 16763742
Editor Chefe: Abimar Oliveira de Moraes
Início Publicação: 30/11/1997
Periodicidade: Semestral
Área de Estudo: Teologia

Educação feminina e fé: o Colégio dos Santos Anjos e o Rio de Janeiro da Belle Époque (1898-1920)

Ano: 2021 | Volume: 25 | Número: 68
Autores: Giselle Pereira Nicolau
Autor Correspondente: G. P. Nicolau | [email protected]

Palavras-chave: História das Mulheres, Educação, Rio de Janeiro

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

A pesquisa analisa a educação confessional feminina, a partir da chegada da Congregação dos Santos Anjos ao Brasil, em 1893. O país, que sentia os ecos da reforma ultramontana, iniciada em meados do século XIX, se abriu para as infl uências propagadas por Roma, com vistas a reordenar o catolicismo brasileiro, sob a perspectiva da Igreja Tridentina. Nessa direção, uma das ações preconizadas por esse movimento foi a criação de instituições de ensino voltadas para a formação de mulheres. Tal processo foi estimulado pelas elites que, observando os impactos da modernidade, respaldaram a implementação dessas escolas no país, a fi m de preparar as jovens moças para desempenhar na sociedade a função de mãe e esposa, e em determinados casos religiosas. Buscando analisar este contexto, o artigo tem por objetivo compreender a relação entre instrução e fé, a partir da criação do Colégio dos Santos Anjos, no Rio de Janeiro da Belle Époque, entre os anos de 1898-1920.



Resumo Inglês:

The research analyzes women´s confessional education, in the context of the Congregação dos Santos Anjos arrival in Brazil in 1893. The country, which felt the echoes of the mid 19th century ultramontane reform, opened up to the infl uences propagated by Rome with a view to reordering Brazilian Catholicism from the perspective of the Tridentine Church. In this direction, one of the actions advocated by this movement was the creation of educational institutions aimed at educating women. This process was stimulated by the elites who, observing the impacts of modernity, supported the implementation of these schools in the country, in order to prepare young girls to play the role of mother and wife in society, and in certain cases, to became nuns. Seeking to analyze this context, the article aims to understand the relationship between education and faith, from the creation of Colégio dos Santos Anjos, in the Belle Époque Rio de Janeiro, between 1898 and 1920.