FLEXÃO DE VERBOS IRREGULARES POR APRENDENTES DO PORTUGUÊS EM MOÇAMBIQUE

REVISTA DE LETRAS [email protected]

Endereço:
Avenida dos Ingás, 3001 Jardim Imperial Sala L10
Sinop / MT
78555-000
Site: http://sinop.unemat.br/projetos/revista/index.php/norteamentos
Telefone: (66) 3511-2138
ISSN: 19838018
Editor Chefe: Rosana Rodrigues da Silva e Neusa Inês Philippsen
Início Publicação: 30/06/2008
Periodicidade: Semestral
Área de Estudo: Letras

FLEXÃO DE VERBOS IRREGULARES POR APRENDENTES DO PORTUGUÊS EM MOÇAMBIQUE

Ano: 2018 | Volume: 11 | Número: 27
Autores: C. A. Companhia.
Autor Correspondente: C. A. Companhia | [email protected]

Palavras-chave: Flexão, Verbos irregulares, Aprendentes, Português de Moçambique.

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

O presente artigo tem como objectivo descrever a competência linguística dos aprendentes do português em Moçambique no domínio da flexão de verbos irregulares no presente e imperfeito do conjuntivo. A amostra é constituída por 60 alunos da 7ª classe das zonas urbana, suburbana e rural. Com vista à recolha de dados, optou-se pela elaboração de um teste de elicitação. Os resultados deste estudo revelam que a flexão de verbos irregulares no presente e imperfeito do conjuntivo constitui uma área complexa para a população auscultada, embora o grau de dificuldade varie de zona para zona. As principais dificuldades dos aprendentes dizem respeito ao que parece constituir a sobregeneralização da regra de flexão de verbos irregulares e à tendência para a escolha de diferentes tempos do modo indicativo com particular referência ao presente em contextos em que deveriam utilizar o conjuntivo.



Resumo Inglês:

This article aims to describe the language competence of Portuguese learners in Mozambique in the domain of inflection of irregular verbs in the present and imperfect of subjunctive. The sample is made up of 60 Grade 7 students from urban, suburban and rural areas. In order to collect data, we opted for the elaboration of an elicitation test. The results of this study reveal that the inflection of irregular verbs in the present and imperfect subjunctive is a complex area for the approached population, although the difficulty degree varies from one area to another. The main learners’ difficulties of learners relate to what appears to be the overgeneralization of regular verbs inflection rule and to the tendency for the choice of different tenses of the indicative mood with particular reference to present in contexts in which they should use the subjunctive.