A história entre ciência e arte: Wilhelm Windelband e o dilema da teoria neokantiana da história

Kant e-Prints

Endereço:
Centro de Lógica, Epistemologia e História da Ciência (CLE), Rua Sérgio Buarque de Holanda, Nº 251 - Cidade Universitária
Campinas / SP
13083-859
Site: https://www.cle.unicamp.br/eprints/index.php/kant-e-prints/index
Telefone: (19) 3521-6520
ISSN: 1677-163X
Editor Chefe: Daniel Omar Perez
Início Publicação: 01/01/2002
Periodicidade: Quadrimestral
Área de Estudo: Ciências Humanas

A história entre ciência e arte: Wilhelm Windelband e o dilema da teoria neokantiana da história

Ano: 2021 | Volume: 16 | Número: 2
Autores: J. A. Barash
Autor Correspondente: J. A. Barash | [email protected]

Palavras-chave: ciência histórica, neokantismo, Dilthey, Kant, filosofia da história, filosofia dos valores

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

Este artigo enfoca a originalidade da tentativa de Wilhelm Windelband, o fundador da escola de neokantismo de Baden, de fornecer uma base teórica para a história como disciplina científica. Enquanto Kant, na Crítica da Razão Pura, tomou como modelo para toda a ciência a certeza  das  leis  gerais  da  ciência  da  natureza,  Windelband  pretendia  romper  com  os  estreitos limites deste modelo kantiano para fornecer uma teoria de inteligibilidade científica que nenhuma busca  por  leis  gerais  poderia  enfocar.  No  lugar  dos  conceitos  gerais,  a  teoria  de  Windelband empregou  valores  historicamente  mutáveis  que  permitem  ao  historiador  colocar  em  relevo  a qualidade singular dos contextos passados e dos indivíduos que neles interagem.  Neste estudo, defendo que a vontade de Windelband de reconhecer a historicidade radical dos valores que estão por trás de todas as preocupações culturais, incluindo a continuidade e coerência da própria teoria, trouxe o ideal neokantiano da ciência histórica perante um dilema que ela não poderia resolver.  Esta dificuldade, entretanto, não desqualifica de forma alguma a busca original de Windelband, mas exige uma reformulação de seu escopo e propósito fundamental.



Resumo Inglês:

This article focuses on the originality of the attempt by Wilhelm Windelband, the founder of the Baden school of neo-Kantianism, to provide a theoretical basis for history as a scientific discipline. Whereas Kant, in the Critique of Pure Reason, took asthe model for all science the certitude of general laws of natural science, Windelband aimed to break outside the narrow confines of this Kantian model to provide a theory of scientific intelligibility that no quest for general laws could bring into focus. In place of general concepts, Windelband’s theory deployed historically changing values that permit the historian to set in relief the singular quality of past contexts and of the individuals who interact in them. In this study, I argue that Windelband’s willingness to recognize the radical historicity of values that underlie all cultural concerns, including the continuity and coherence of theory itself, brought the neo-Kantian ideal of historical science before a dilemma it could not resolve. This difficulty, however, by no means disqualifies Windelband’s original quest, but calls for a further reformulation of its fundamental scope and purpose.