A Importância da Psicologia Nos Litígios Que Envolvem Atos de Alienação Parental

Psicologia e Saúde em Debate

Endereço:
Av. Juscelino Kubitschek de Oliveira, nº1200 – Bairro Cidade Nova
Patos de Minas / MG
38706-401
Site: http://psicodebate.dpgpsifpm.com.br/
Telefone: (34) 03818-2300
ISSN: ISSN 2446-922X
Editor Chefe: HUGO CHRISTIANO SOARES MELO
Início Publicação: 31/03/2015
Periodicidade: Semestral
Área de Estudo: Ciências da Saúde, Área de Estudo: Multidisciplinar

A Importância da Psicologia Nos Litígios Que Envolvem Atos de Alienação Parental

Ano: 2015 | Volume: 1 | Número: 2
Autores: Renato de Souza Nunes
Autor Correspondente: Renato de Souza Nunes | [email protected]

Palavras-chave: psicopatologia, interdisciplinaridade, síndrome da alienação parental, perícia psicossocial, direito de família

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

Considerando a intervenção estatal nas relações familiares, principalmente nos casos ligados
ao Direito de Família, o objetivo do presente estudo é de analisar a importância do psicólogo
nos conflitos que envolvem a Síndrome da Alienação Parental (SAP). Tratada por alguns
como uma verdadeira patologia, a SAP tem-se ganhado destaque nos tribunais. Considera-se ato de alienação parental a interferência na formação psicológica da criança ou do adolescente promovida ou induzida por um dos genitores, pelos avós ou pelos que tenham a criança ou adolescente sob a sua autoridade, guarda ou vigilância para que repudie genitor ou que cause prejuízo ao estabelecimento ou à manutenção de vínculos com este. O trabalho
demonstra a necessidade do laudo psicossocial para auxiliar o juiz na obtenção da verdade.
A metodologia utilizada foi a revisão bibliográfica.



Resumo Inglês:

Considering state intervention in family relationships, especially in cases related to family law,
the objective of this study is to analyze the importance of the psychologist in conflicts involving
Parental Alienation Syndrome (PAS). Treated by some as a real pathology, PAS has gained
prominence in the courts. It is considered an act of parental alienation interference in the
psychological training of the child or adolescent promoted or induced by a parent, by
grandparents, or by having the child or adolescent under his authority, custody or vigilance to
repudiate parent or causes Subject to the establishment or maintenance of ties with this. The
work demonstrates the need for psychosocial report to assist the court in obtaining the truth.
The methodology was the literature review.