Incorporation of plant materials in the control of root pathogens in muskmelon. = Incorporação de materiais vegetais no controle de patógenos radiculares em meloeiro

Revista [email protected] On-line

Endereço:
Centro de Ciências Agrárias, Campus do Caume, Universidade Federal de Roraima, Monte Cristo, Rod BR 174, s/n
/ RR
69000-000
Site: http://www.agroambiente.ufrr.br
Telefone: 95 3627 2573
ISSN: 19828470
Editor Chefe: Sandra Catia Pereira Uchôa
Início Publicação: 30/11/2007
Periodicidade: Quadrimestral
Área de Estudo: Agronomia

Incorporation of plant materials in the control of root pathogens in muskmelon. = Incorporação de materiais vegetais no controle de patógenos radiculares em meloeiro

Ano: 2013 | Volume: 7 | Número: 3
Autores: A. M. M. Dantas, M. M. Q. Ambrósio, S. R. C. Nascimento, R. F. Senhor, M. A. Cézar, J. S. S. Lima.
Autor Correspondente: M. M. Q. Ambrósio | [email protected]

Palavras-chave: fusarium solani, macrophomina phaseolina, monosporascus cannonballus, organic material, rhizoctonia. = Palavras-chave - fusarium solani, macrophomina phaseolina, monosporascus cannonballus, material orgânico, rhizoctonia.

Resumos Cadastrados

Resumo Inglês:

The effect of plant materials [Sunn Hemp (Crotalaria juncea), Castor Bean (Ricinus communis L.), Cassava (Manihot esculenta Crantz) and Neem (Azadirachta indica)] and the times of incorporation of these materials in regards to the incidence of root rot in melon was evaluated in Ceará state, Brazil. The experiment was conducted in a commercial area with a history of root pathogens in cucurbitaceae. The randomized block design was used, in a 5 x 3 factorial arrangement with four repetitions. The treatments consisted of a combination of four plant materials (sunn hemp, castor beans, cassava and neem) and a control with no soil incorporation of plant material and three times of incorporation (28, 21, and 14 days before the transplanting of the seedlings). Lower incidence of root rot was observed in practically all of the treatments where materials were incorporated at different times, with variation between the materials, corresponding with the time of incorporation, in relation to the soil
without plant material. The pathogens isolated from the symptomatic muskmelon plants were Fusarium solani, Macrophomina phaseolina, Monosporascus cannonballus and Rhizoctonia solani, F. solani being encountered most frequently. = Resumo - Avaliou-se o efeito de materiais vegetais [Crotalária (Crotalaria juncea), Mamona (Ricinus communis L.), Cassava (Manihot esculenta Crantz) e Nim(Azadirachta indica)] e do tempo de incorporação destes sobre a incidência de podridões radiculares no meloeiro, no estado do Ceará, Brasil. O experimento foi conduzido em área comercial com histórico de patógenos radiculares em cucurbitáceas. O delineamento utilizado foi de blocos casualizados, em esquema fatorial 5 x 3, com quatro repetições. Os tratamentos consistiram da combinação de quatro materiais vegetais (crotalária, mamona, mandioca brava e nim) mais uma testemunha com solo sem incorporação de material vegetal e três tempos de incorporação (28, 21, e 14 dias antes do transplantio das mudas). Menor incidência de plantas com podridão radicular foi observada em praticamente todos os tratamentos onde se incorporou materiais nos diferentes tempos, com variação entre os materiais, conforme o tempo de incorporação, em relação ao solo sem material vegetal. A crotalária proporcionou menor incidência quando a incorporação foi de 14 dias e à medida que aumentou o tempo, houve acréscimo na porcentagem de plantas com podridão. Quando se utilizou a mandioca, houve redução da podridão, proporcionalmente ao tempo de incorporação. Os patógenos isolados das plantas de
melão com sintomas foram Fusarium solani, Macrophomina phaseolina, Monosporascus cannonballus e Rhizoctonia solani, sendo o F. solani o de maior frequência.