A INFLUÊNCIA DO APORTE TÉRMICO NA METALURGIA DE SOLDAGEM DE REVESTIMENTOS DE AÇO INOXIDÁVEL COM COBALTO

Revista De Engenharia E Tecnologia

Endereço:
Av. Balduino Taques, 500
Ponta Grosa / PR
84030900
Site: http://www.revistaret.com.br/ojs-2.2.3/index.php/ret/
Telefone: (42) 3220-3256
ISSN: 2176-7270
Editor Chefe: Maria Salete Marcon Gomes Vaz
Início Publicação: 30/11/2009
Periodicidade: Quadrimestral
Área de Estudo: Engenharia civil

A INFLUÊNCIA DO APORTE TÉRMICO NA METALURGIA DE SOLDAGEM DE REVESTIMENTOS DE AÇO INOXIDÁVEL COM COBALTO

Ano: 2011 | Volume: 3 | Número: 2
Autores: Rodrigo de Geus Kruppa, Anderson Pukasiewicz, João Luiz Kovaleski, Andreia Antunes Luz
Autor Correspondente: Rodrigo de Geus Kruppa | rodrigokruppa[email protected]

Palavras-chave: Cavitação, metalurgia da soldagem, aço inoxidável martensíticos macio

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

O aço inoxidável ASTM A743-CA6NM vem sendo utilizado em turbinas hidráulicas devido a sua boa soldabilidade e resistência à cavitação satisfatória, mas ainda possui restrições com relação à soldagem em regiões erodidas ou que apresentem trincas. A deposição de revestimentos resistentes à cavitação em pás de turbinas é um importante modo de redução de danos à cavitação. Aços inoxidáveis ligados com cobalto são uma das classes dos materiais resistentes à cavitação. Estas ligas apresentam ótima resistência à cavitação devido ao elevado endurecimento induzido por deformação, à transformação de fase e à menor energia de falha de empilhamento. O propósito deste trabalho é avaliar a metalurgia dos revestimentos de aços inoxidáveis ligados ao cobalto depositados sobre aço inoxidável martensíticos macio pelo processo MIG (Metal Inert Gas). O revestimento de aço inoxidável ao cobalto é avaliado, bem como a influência da tensão de soldagem na diluição, dimensão, microdureza e composição química da amostra, largura e microdureza da ZTA. Estudos preliminares demonstram boa soldabilidade sem a presença de trincas ou porosidades. O aumento da tensão de soldagem promove o aumento da diluição, maior tendência de formação de martensita e aumento da microdureza.