INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL EM BOVINOS DE PEQUENAS PROPRIEDADES DA REGIÃO DE LAGES, SC

Cidadania em Ação

Endereço:
Avenida Madre Benvenuta, 2007 - Santa Mônica
Florianópolis / SC
88035001
Site: http://revistas.udesc.br/index.php/cidadaniaemacao/issue/view/ISSN%2025946412
Telefone: (48) 3664-7929
ISSN: 2594-6412
Editor Chefe: Ana Maria Pereira
Início Publicação: 18/05/2007
Periodicidade: Bimestral
Área de Estudo: Multidisciplinar, Área de Estudo: Multidisciplinar

INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL EM BOVINOS DE PEQUENAS PROPRIEDADES DA REGIÃO DE LAGES, SC

Ano: 2007 | Volume: 1 | Número: 1
Autores: Alceu Mezzalira, Fernanda Paulini
Autor Correspondente: Alceu Mezzalira | mezzali[email protected]

Palavras-chave: Reprodução, Inseminação Artificial, Bovinos

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

Na periferia do município de Lages é grande o número de pequenos produtores, normalmente pessoas humildes que buscam na criação de bovinos de leite uma forma de complementar renda ou mesmo complementar a alimentação familiar. Estas pessoas normalmente não tem acesso à tecnologias como a inseminação artificial, em função de seu custo. Assim, obrigam-se a utilizar reprodutores de baixa qualidade, normalmente alugados, correndo muitas vezes o risco de acidentes e de doenças, especialmente aquelas sexualmente transmitidas. Com o objetivo de reduzir custos com a manutenção de reprodutores machos, reduzir a possibilidade de doenças sexualmente transmissíveis, promover o acesso a tecnologia de inseminação artificial e o melhoramento animal, o projeto de Inseminação Artificial é oferecido aos pequenos produtores da cidade de Lages SC. O projeto está implantado oficialmente desde 1993, embora antes desta data os trabalhos já existissem informalmente. No ano de 2005, cerca de 270 fêmeas bovinas, predominantemente das raças Holandesa e Jersey, de diferentes proprietários foram inseminadas. Realizaram-se também exames ginecológicos em fêmeas que apresentaram dificuldade de concepção, após duas inseminações consecutivas. A implementação deste serviço possibilitou aos proprietários, mesmo aqueles de baixo poder aquisitivo, utilizar reprodutores mais qualificados, com redução dos custos, dos riscos de acidentes e da transmissão de doenças sexuais. Os acadêmicos de medicina veterinária, tiveram a oportunidade do aprendizado prático da inseminação artificial, do manuseio com o sêmen, bem como o contato com a realidade dos pequenos produtores, enriquecendo sua visão de mundo e proporcionando o exercício da tríade Ensino, Pesquisa e Extensão.



Resumo Inglês:

In the periphery of Lages city there are a significant number of small cattle producers, normally humble people who search in the milk production an alternative to complement their salary or familiar feeding. These people normally do not have access to the technologies such as the artificial insemination, for its high costs. Thus, they normally use rented bulls of low quality, running any times the risk of accidents and illnesses, especially the sexually transmitted illnesses. The aim of this project was to reduce the costs with the maintenance of bulls, to reduce the possibility of sexually transmissible illnesses, to promote the access to the artificial insemination technology and the animal genetic improvement. The artificial insemination technology was offered to small producers of the city of Lages SC since 1993, when the project was officially initiated, even so before this date the works already existed on informal form. In the year of 2005, about 270 cows, predominantly of Holstein and Jersey breeds, and from different owners had been inseminated. Also, gynecological examinations were performed in females that had presented conception difficulty, after two consecutive inseminations. The implementation of artificial insemination technology offered to the small producers the possibility to use more qualified bulls, with reduction of the costs, the risks of accidents and the sexual illnesses transmission. The veterinarian students had the chance of the practical learning of artificial insemination, semen handling, as well as to contact with the reality of the small producers, enriching its vision of world and providing the exercise of the Education, Research and Extension triad.