INTELIGIBILIDADE DE LÍNGUA INGLESA SOB O PARADIGMA DE LÍNGUA FRANCA: PERCEPÇÃO DE ENUNCIADOS DE BRASILEIROS POR BRASILEIROS

REVISTA DE LETRAS [email protected]

Endereço:
Avenida dos Ingás, 3001 Jardim Imperial Sala L10
Sinop / MT
78555-000
Site: http://sinop.unemat.br/projetos/revista/index.php/norteamentos
Telefone: (66) 3511-2138
ISSN: 19838018
Editor Chefe: Rosana Rodrigues da Silva e Neusa Inês Philippsen
Início Publicação: 30/06/2008
Periodicidade: Semestral
Área de Estudo: Letras

INTELIGIBILIDADE DE LÍNGUA INGLESA SOB O PARADIGMA DE LÍNGUA FRANCA: PERCEPÇÃO DE ENUNCIADOS DE BRASILEIROS POR BRASILEIROS

Ano: 2017 | Volume: 10 | Número: 23
Autores: M. R. Becker, C. L. Rossini
Autor Correspondente: M. R. Becker | [email protected]

Palavras-chave: inglês como língua franca, inteligibilidade, percepção, interlínguas similares

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

Dado o atual status da língua inglesa como a língua da globalização, torna-se fundamental a questão da sua inteligibilidade entre falantes de diversas línguas maternas. Em continuidade à pesquisa de Becker (2013), em que foi analisada a inteligibilidade de falantes de inglês de diversas nacionalidades, tendo brasileiros como ouvintes, a presente pesquisa teve por objetivo investigar a inteligibilidade de brasileiros falantes de inglês por brasileiros, para verificar a questão do benefício de interlínguas similares. Os resultados deste trabalho mostraram uma média de 75% de inteligibilidade dos enunciados, valor bastante próximo do obtido pelos ouvintes brasileiros com falantes de línguas diversas



Resumo Inglês:

As English has achieved the status of a global language, intelligibility turned into a paramount issue concerning English speakers whose mother languages differ. Following Becker (2013), a study in which the researcher analyzed the intelligibility between English speakers from different countries and Brazilian listeners, the present research aimed at investigating the benefit of sharing a similar interlanguage for intelligibility: Brazilians producing the utterances which are perceived by other Brazilians. Results showed an average of 75% of intelligibility of the utterances. This number is very close to the ones found in Becker (2013), with speakers of English of other nationalities.