JUDÔ PARAOLÍMPICO: COMPARAÇÕES E RELEXÕES SOBRE AS REALIDADES DE DIFERENTES SELEÇÕES FEMININAS

Conexões

Endereço:
Rua Américo Verissimo, 701
/ SP
0
Site: http://polaris.bc.unicamp.br/seer/fef/index.php
Telefone: 19 35216627
ISSN: 19839030
Editor Chefe: Gustavo Luis Gutierrez
Início Publicação: 31/12/1987
Periodicidade: Quadrimestral
Área de Estudo: Educação física

JUDÔ PARAOLÍMPICO: COMPARAÇÕES E RELEXÕES SOBRE AS REALIDADES DE DIFERENTES SELEÇÕES FEMININAS

Ano: 2011 | Volume: 9 | Número: 2
Autores: Mariana Simões Pimentel Gomes, Marcio Pereira Morato, José Júlio Gavião Almeida
Autor Correspondente: Mariana Simões Pimentel Gomes | [email protected]

Palavras-chave: Direitos da mulher, Artes marciais, Cegueira.

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

Com o intuito de entender o fenômeno mulheres com deficiência inseridas no esporte
paraolímpico, especificamente no Judô, buscamos comparar as realidades de atletas brasileiras
e estrangeiras, a partir de uma perspectiva sócio-cultural. Este é um estudo de cunho
qualitativo que recorreu à análise de enunciação, uma das técnicas da Análise de Conteúdo
para tratamento e interpretação de seus dados. Realizamos entrevistas semi-estruturadas com
atletas de seleções nacionais de quatro países diferentes (Brasil, Estados Unidos, Suécia e
Inglaterra). As questões de gênero parecem não incomodar as entrevistadas, em relação à
deficiência ainda existe certo desconforto e sensação de preconceito alheio, entretanto, o fato
de representarem o próprio país tende a inverter a imagem de pessoa em desvantagem para
uma atleta de judô com potencialidades, independentemente de sua origem. As realidades
analisadas refletem o contexto sócio-cultural das atletas e apontam para suas dificuldades,
entretanto, os paradigmas de rótulos e preconceitos quanto ao gênero, deficiência, lutas e alto
rendimento estão sendo ressignificados, cada um a seu modo, em consonância com seu
contexto cultural.



Resumo Inglês:

Aiming to understand the phenomenon women with disability in paralympic Sport, especially
in judo, we objective to compare the realities of Brazilian and foreigner athletes, from a social
cultural perspective. This is a qualitative study that used the enunciation analyses, one of the
Contend Analyses techniques for the data treatment and interpretation. We interviewed
athletes from four different national teams (Brazil, The United States, Sweden and England)
using semi-structured interviews. The gender issues seem not to bother the athletes, in relation
to the disability there is still uncomfortable feelings and prejudice positions from others,
however the fact of representing their own country tends to invert the image of person in
disadvantage to a judo athlete with potentialities, disregarding their origins. The analyzed realities reflect the social-cultural context of the athletes and point out to their difficulties,
nevertheless, the label and prejudice paradigms related to gender, disability, martial arts and
high performance are being resignificated, each one in its way, according to its cultural
context.