Lâminas de irrigação nos componentes de produção das pimentas ‘De cheiro’ e ‘Dedo-de-Moça’

Revista [email protected] On-line

Endereço:
Centro de Ciências Agrárias, Campus do Caume, Universidade Federal de Roraima, Monte Cristo, Rod BR 174, s/n
/ RR
69000-000
Site: http://www.agroambiente.ufrr.br
Telefone: 95 3627 2573
ISSN: 19828470
Editor Chefe: Sandra Catia Pereira Uchôa
Início Publicação: 30/11/2007
Periodicidade: Quadrimestral
Área de Estudo: Agronomia

Lâminas de irrigação nos componentes de produção das pimentas ‘De cheiro’ e ‘Dedo-de-Moça’

Ano: 2015 | Volume: 9 | Número: 3
Autores: M. V. Barroca, R. Bonomo, A. A. Fernandes, J. M. de Souza
Autor Correspondente: Joabe Martins de Souza | [email protected]

Palavras-chave: Capsicum baccatum. Capsicum chinense .Consumo hídrico. Manejo de irrigação. Gotejamento

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

A pimenta é uma olerícola importante na agricultura brasileira, tendo em vista o seu vasto uso culinário. Para que a cultura estudada se desenvolva satisfatoriamente é necessário o manejo adequado da irrigação. Com base na importância dessa cultura, objetivou-se com este trabalho avaliar o efeito de lâminas de irrigação nos componentes de produção de duas espécies de pimenta do gênero Capsicum. O experimento foi desenvolvido em condições de campo, na fazenda do CEUNES/UFES, em São Mateus, no Espírito Santo, Brasil. Empregou-se o delineamento experimental em blocos inteiramente casualizados, em parcela subdividida, com quatro repetições. As parcelas consistiram de cinco lâminas de irrigação, correspondendo a 40%, 70%, 100%, 130%, 160% da evapotranspiração de referência (ETo) de Penman Monteith (FAO 56). Nas subparcelas foram avaliadas duas espécies de pimenta, sendo: Capsicum baccatum, da variedade Dedo-de-Moça, e a Capsicum chinense, da variedade De Cheiro. Avaliou-se a produtividade, a massa média, o diâmetro médio, bem como o comprimento dos frutos. As lâminas de irrigação apresentaram efeitos apenas para a produtividade e para a massa média dos frutos de pimenteira. Os componentes de produção da pimenta de ‘De Cheiro’ foram superiores aos do ‘Dedo-de-Moça’, para as condições edafoclimáticas de São Mateus-ES.