Larvas de trematódeos de Biomphalaria spp. (Gastropoda: Planorbidae) de dois municípios do leste da Amazônia Legal brasileira

Revista Pan-Amazônica de Saúde (RPAS)

Endereço:
Rodovia BR-316 km 7 - s/n - Centro
Ananindeua / PA
67030-000
Site: http://revista.iec.gov.br
Telefone: (91) 03214-2185
ISSN: 2176-6223
Editor Chefe: Dóris A. S. Corrêa e Isabella M. A. Mateus
Início Publicação: 02/01/2010
Periodicidade: Trimestral
Área de Estudo: Ciências Biológicas, Área de Estudo: Ciências da Saúde, Área de Estudo: Multidisciplinar

Larvas de trematódeos de Biomphalaria spp. (Gastropoda: Planorbidae) de dois municípios do leste da Amazônia Legal brasileira

Ano: 2017 | Volume: 8 | Número: 3
Autores: João Gustavo Mendes Rodrigues, Guilherme Silva Miranda, Maria Gabriela Sampaio Lira, Ranielly Araújo Nogueira, Gleycka Cristine Carvalho Gomes, Remy Santos Cutrim, Nêuton Silva-Souza
Autor Correspondente: João Gustavo Mendes Rodrigues | [email protected]

Palavras-chave: Helmintofauna, Diversidade, Moluscos

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

OBJETIVO: Realizar um levantamento da biodiversidade de larvas de trematódeos oriundas de caramujos Biomphalaria spp. obtidos de criadouros naturais de dois municípios do estado do Maranhão, na porção leste da Amazônia Legal brasileira. MATERIAIS E MÉTODOS: Os gastrópodes foram coletados bimestralmente em três pontos distintos de São Luís e São Bento, de fevereiro de 2015 a janeiro de 2016. Os moluscos obtidos foram identificados por meio de morfologia externa e interna. As cercárias foram fixadas, coradas e identificadas com o auxílio de chaves taxonômicas. RESULTADOS: Foram coletados 2.661 moluscos em São Luís e 1.726 em São Bento, obtendo-se 3,72% (99/2.661) e 4,87% (84/1.726) de planorbídeos positivos para larvas de trematódeos, respectivamente, nas cidades estudadas. A helmintofauna foi representada, em São Luís, por Clinostomidae (0,41%), Diplostomidae (0,56%), Echinostomatidae (0,90%), Schistosomatidae (0,71%), Spirorchiidae (0,41%) e Strigeidae (0,71%); e, em São Bento, por Echinostomatidae (1,80%), Schistosomatidae (0,75%), Spirorchiidae (1,56%) e Strigeidae (0,75%). Entre as cercárias da família Schistosomatidae de ambos os municípios, relatou-se apenas a espécie Schistosoma mansoni. Em São Luís, as espécies de Biomphalaria apresentaram as seguintes taxas de infecção: 1,95% (52/2.661) para Biomphalaria straminea e 1,76% (47/2.661) para Biomphalaria glabrata; em São Bento, essas taxas foram de 4,46% (77/1.726) para B. glabrata e 0,40% (7/1.726) para B. straminea. CONCLUSÃO: As cercárias identificadas, com exceção de S. mansoni, foram consideradas primeiros relatos para São Luís, enquanto que, para São Bento, obteve-se o primeiro relato para a família Strigeidae.



Resumo Inglês:

OBJECTIVE: To carry out a survey about larval trematodes in Biomphalaria spp. snail biodiversity, obtained from natural breeding sites of two municipalities in Maranhão State, eastern Brazilian Legal Amazon. MATERIALS AND METHODS: The gastropods were collected bimonthly at three distinct points in São Luís and São Bento, from February 2015 to January 2016. The mollusks obtained were identified by external and internal morphology. The cercariae were fixed, stained and identified using specific taxonomic keys. RESULTS: A total of 2,661 molluscs were collected in São Luís and 1,726 in São Bento; and 3.72% (99/2,661) and 4.87% (84/1,726) of planorbids were positive for larval trematodes, respectively. In São Luís, the helminth fauna identified were Clinostomidae (0.41%), Diplostomidae (0.56%), Echinostomatidae (0.90%), Schistosomatidae (0.71%), Spirorchiidae (0.41%), and Strigeidae (0.71%) families; and in São Bento were Echinostomatidae (1.80%), Schistosomatidae (0.75%), Spirorchiidae (1.56%), and Strigeidae (0.75%) ones. Among cercariae in Schistosomatidae family of the both municipalities, only Schistosoma mansoni was reported. In São Luís, Biomphalaria species presented the following infection rates: 1.95% (52/2,661) for Biomphalaria straminea and 1.76% (47/2,661) for Biomphalaria glabrata. In São Bento, these rates were 4.46% (77/1,726) for B. glabrata and 0.40% (7/1,726) for B. straminea. CONCLUSION: The identified cercariae, with the exception of S. mansoni, are considered first reports for São Luís; while for São Bento the first report is for the Strigeidae family.