MÍDIA, HUMOR E PRECONCEITO: PROGRAMA HUMORÍSTICO ZORRA TOTAL COMO ALIMENTADOR DE PRECONCEITOS

REVISTA DE LETRAS [email protected]

Endereço:
Avenida dos Ingás, 3001 Jardim Imperial Sala L10
Sinop / MT
78555-000
Site: http://sinop.unemat.br/projetos/revista/index.php/norteamentos
Telefone: (66) 3511-2138
ISSN: 19838018
Editor Chefe: Rosana Rodrigues da Silva e Neusa Inês Philippsen
Início Publicação: 30/06/2008
Periodicidade: Semestral
Área de Estudo: Letras

MÍDIA, HUMOR E PRECONCEITO: PROGRAMA HUMORÍSTICO ZORRA TOTAL COMO ALIMENTADOR DE PRECONCEITOS

Ano: 2016 | Volume: 9 | Número: 20
Autores: N. I. Philippsen, A. B. Farias
Autor Correspondente: N. I. Philippsen, A. B. Farias | [email protected]

Palavras-chave: diversidade e variação linguística, preconceito, mídia, humor, Zorra Total.

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

Este artigo apresenta um recorte de uma pesquisa desenvolvida no Projeto Diversidade e
Variação Linguística em Mato Grosso (DIVALIMT). O estudo traz como principal propósito
mostrar de que forma o programa humorístico Zorra Total, produzido e transmitido até o início
de 2015 pela emissora de televisão Rede Globo, promoveu e disseminou preconceitos acerca de
distintas temáticas: étnica, econômica, social, cultural e linguística. Para apreender estes
preconceitos disseminados por este canal midiático, tecemos considerações analíticas sobre o
corpus a partir da escolha de dois quadros deste programa de humor, intitulados “Carretel e
Lucicreide” e “Adelaide e Briti Spriti”, os quais, dentre outros, são carregados de estereótipos
que emergem nas variedades linguísticas, nos aspectos físicos, nas discriminações social,
cultural e étnica. A análise desse material pautou-se sobre um estudo crítico do programa a
partir dos quadros escolhidos, com a seleção de 2 (dois) episódios, sendo 1 (um) de cada quadro
humorístico.