MORTALIDADE MATERNA POR CAUSAS OBSTÉTRICAS NO ESTADO DA PARAÍBA

Revista de Ciências da Saúde Nova Esperança

Endereço:
Avenida Frei Galvão - Gramame
João Pessoa / PB
58067-695
Site: http://www.revista.facene.com.br
Telefone: (83) 2106-4777
ISSN: 23177160
Editor Chefe: Ana Lima Dantas
Início Publicação: 30/07/2013
Periodicidade: Quadrimestral
Área de Estudo: Ciências Agrárias, Área de Estudo: Agronomia, Área de Estudo: Medicina Veterinária, Área de Estudo: Ciências da Saúde, Área de Estudo: Educação física, Área de Estudo: Enfermagem, Área de Estudo: Farmácia, Área de Estudo: Fisioterapia e terapia ocupacional, Área de Estudo: Medicina, Área de Estudo: Nutrição, Área de Estudo: Odontologia, Área de Estudo: Saúde coletiva

MORTALIDADE MATERNA POR CAUSAS OBSTÉTRICAS NO ESTADO DA PARAÍBA

Ano: 2019 | Volume: 17 | Número: 2
Autores: Silva, H., Pereira, A., & Andrade, S.
Autor Correspondente: Ana Carolina Almeida Pereira | [email protected]

Palavras-chave: Mortalidade materna, Obstetrícia, Saúde Pública, Enfermagem

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

A mortalidade materna é um agravo que apesar de ser em sua maioria por causas evitáveis, ainda se apresenta como um grave problema de saúde pública. Esta pesquisa objetivou analisar a mortalidade materna por causas obstétricas. Trata-se de um estudo ecológico, retrospectivo e de abordagem quantitativa, realizado no período de março de 2018. O estudo identificou que as mortes maternas se apresentam de forma mais elevada por causas diretas, dentro do grupo de mulheres menos alfabetizadas, pardas e solteiras. Existe a necessidade de uma melhor assistência profissional, de forma qualificada e holística, tendo em vista a vulnerabilidade social das mulheres frente ao risco de mortalidade materna. Assim, concluiu-se que o pré-natal qualificado é fator determinante para a redução dessas mortes maternas por causas obstétricas no estado da Paraíba.



Resumo Inglês:

Maternal mortality is an aggravation that, although mostly due to preventable causes, still presents itself as a serious public health problem. This research aimed to analyze maternal mortality from obstetric causes. This is an ecological, retrospective and quantitative study, conducted in March 2018. The study found that maternal deaths are higher due to direct causes within the group of less literate, brown and single women. . There is a need for better professional care, in a qualified and holistic manner, in view of women's social vulnerability to the risk of maternal mortality. Thus, it was concluded that qualified prenatal care is a determining factor for the reduction of these maternal deaths due to obstetric causes in the state of Paraíba.