O FENÔMENO DE NÃO-ELEVAÇÃO DA VOGAL /E/ NA FALA DE DESCENDENTES DE ESLAVOS DE MALLET, PARANÁ

REVISTA DE LETRAS [email protected]

Endereço:
Avenida dos Ingás, 3001 Jardim Imperial Sala L10
Sinop / MT
78555-000
Site: http://sinop.unemat.br/projetos/revista/index.php/norteamentos
Telefone: (66) 3511-2138
ISSN: 19838018
Editor Chefe: Rosana Rodrigues da Silva e Neusa Inês Philippsen
Início Publicação: 30/06/2008
Periodicidade: Semestral
Área de Estudo: Letras

O FENÔMENO DE NÃO-ELEVAÇÃO DA VOGAL /E/ NA FALA DE DESCENDENTES DE ESLAVOS DE MALLET, PARANÁ

Ano: 2016 | Volume: 9 | Número: 20
Autores: L. T. da Costa, L. L. Loregian-Penkal
Autor Correspondente: L. T. da Costa, L. L. Loregian-Penkal | [email protected]

Palavras-chave: variação linguística, não-elevação de vogal, identidade linguística, etnia eslava

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

Este artigo3
, fundamentado nos pressupostos da Teoria da Variação Linguística (cf.
WEINREICH; LABOV e HERZOG, 2006 [1968]), investiga o fenômeno de não-elevação da
vogal média anterior /e/, em posição postônica final, e quais as motivações linguísticas e sociais
que influenciam esse fenômeno. Os dados são provenientes do Banco VARLINFE e
contemplam entrevistas sociolinguísticas de 24 informantes de Mallet, Paraná, Brasil,
moradores da zona rural e descendentes de imigrantes eslavos (ucranianos e poloneses). Os
resultados indicam um percentual alto de não-elevação da vogal /e/ na amostra pesquisada.
Indicam ainda que a não-elevação constitui-se em uma marca identitária do falar local.