O hino “aleluiático” de Ap 19,1-7 e a celebração da Liturgia das Horas

Atualidade Teológica

Endereço:
Rua Marquês de São Vicente, 225 - Departamento de Teologia - PUC-Rio - Gávea
Rio de Janeiro / RJ
22451-900
Site: http://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/rev_ateo.php?strSecao=INDEX
Telefone: (21) 3527-1974
ISSN: 16763742
Editor Chefe: Abimar Oliveira de Moraes
Início Publicação: 30/11/1997
Periodicidade: Semestral
Área de Estudo: Teologia

O hino “aleluiático” de Ap 19,1-7 e a celebração da Liturgia das Horas

Ano: 2018 | Volume: 22 | Número: 60
Autores: Luiz Fernando Ribeiro Santana
Autor Correspondente: L. F. R. Santana | [email protected]

Palavras-chave: Liturgia das Horas, Domingo, Apocalipse, Celebração, Aleluia.

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

A fi nalidade de nossa pesquisa é mostrar o caráter litúrgico-celebrativo do hino “aleluiático de Ap 19,1-7, importante peça da celebração das II Vésperas da Liturgia das Horas dos domingos do ano litúrgico, com exceção dos domingos do Tempo da Quaresma. A reforma litúrgica pós-conciliar, ao introduzir esse Hino no contexto apenas citado, intencionou destacar a capital importância de três realidades bíblico-litúrgicas que dão sentido à celebração da Liturgia das Horas, a saber: o Dia do Senhor, a experiência de fé que a assembleia dominical é chamada a fazer com o Ressuscitado e a Liturgia das Horas como uma celebração doxológico-nupcial.



Resumo Inglês:

The purpose of our research is to show the liturgical-celebratory character of the “halleluiatic hymn” of Rev. 19,1-7, an important part of the celebration of the Second Vespers of the Liturgy of the Hours on Sundays of the liturgical year, except for the Sundays of the Time of Lenten. The postconciliar liturgical reform, introducing this hymn in the just quoted context, intended to highlight the capital importance of three biblical-liturgical realities 10.17771/PUCRio.ATeo.35763 ATeo, Rio de Janeiro, v. 22, n. 60, p. 586-604, set./dez.2018 587 that give meaning to the celebration of the Liturgy of the Hours, namely: the Lord’s Day, the experience of faith that the Sunday assembly is called to make together with the Ressurrect and the Liturgy of the Hours as a doxologicalnuptial celebration.