A pós-modernidade sob análise. Reflexão e crítica dos teólogos da libertação

Pesquisas em Teologia

Endereço:
Rua Marquês de São Vicente - 225 - Gávea
Rio de Janeiro / RJ
22451900
Site: http://periodicos.puc-rio.br/index.php/pesquisasemteologia/index
Telefone: (21) 3527-1974
ISSN: 2595-9409
Editor Chefe: Prof. Dr. Abimar Oliveira de Moraes
Início Publicação: 05/12/2018
Periodicidade: Semestral
Área de Estudo: Teologia

A pós-modernidade sob análise. Reflexão e crítica dos teólogos da libertação

Ano: 2021 | Volume: 4 | Número: 8
Autores: Isabel de Lavôr e Silva
Autor Correspondente: I. L. Silva | [email protected]

Palavras-chave: Teologia da libertação, Religião, Leonardo Boff, Rubem Alves, Frei Betto

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

A pós-modernidade ficou conhecida como um período fortemente marcado pelo individualismo, pelo uso excessivo da tecnologia, e perda de valores tidos como certos pela modernidade. Tais mudanças alteraram a cultura, a arte, a política e a relação entre os indivíduos, estabelecendo novos vínculos entre a religião e a espiritualidade. Diante deste cenário, o presente artigo tem por objetivo, refletir acerca desse período histórico, tendo como referência teórica, a Teologia da Libertação. A partir das contribuições dos teólogos da libertação, busca-se compreender de que maneira esses líderes interpretam a religiosidade pós-moderna. Os representantes da Teologia da Libertação defendem uma corrente teológica que sempre buscou a emancipação dos pobres e a justiça social, conclamando a Igreja a uma maior participação política. Deste modo, o olhar destes pensadores irá nortear a pesquisa, haja visto seu engajamento com temáticas recorrentes da pós-modernidade, em busca de uma relação dialógica com a espiritualidade e teologia.



Resumo Inglês:

Post-modernity    was    known    as    a    period    strongly    marked    by individualism, excessive use of technology, and loss of values taken for granted by modernity. Such changes changed culture, art, politics and the relationship between individuals, establishing new links between religion and spirituality. Given this scenario, this article aims to reflect on this historical period, having as the oretical reference, the Liberation Theology. Based on the contributions of liberation  theologians,  we  seek  to  understand  how  these  leaders  interpret postmodern   religiosity.   Liberation   Theology   representatives   defend   a theological  current  that  has  always  so ught  the  emancipation  of  the  poor  and social justice, calling on the Church for greater political participation. In this way,  the  look  of  these  thinkers  will  guide  the  research,  having  seen  their engagement with recurrent themes of post-modernity, in searc h of a dialogical relationship with spirituality and theology.