Paulo: a anti-escravidão e libertação à luz da carta a Filemon

Atualidade Teológica

Endereço:
Rua Marquês de São Vicente, 225 - Departamento de Teologia - PUC-Rio - Gávea
Rio de Janeiro / RJ
22451-900
Site: http://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/rev_ateo.php?strSecao=INDEX
Telefone: (21) 3527-1974
ISSN: 16763742
Editor Chefe: Abimar Oliveira de Moraes
Início Publicação: 30/11/1997
Periodicidade: Semestral
Área de Estudo: Teologia

Paulo: a anti-escravidão e libertação à luz da carta a Filemon

Ano: 2017 | Volume: 21 | Número: 55
Autores: Isidoro Mazzarolo
Autor Correspondente: I. Mazzarolo | [email protected]

Palavras-chave: Teologia Paulina, Liberdade, Libertação, Cristianismo, Direitos Humanos.

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

A liberdade, distinta da libertinagem, é um paradigma cristão. Jesus não
se submeteu aos parâmetros dos costumes da cultura de seu tempo, mesmo
respeitando muitos elementos importantes da cultura e religiosidade judaicas
ou helenísticas. A carta de Paulo a Filemon é uma demonstração de que os
cristãos haviam entendido essa pedagogia da libertação e da dignidade do
ser humano, antes e acima de qualquer Lei. Paulo se torna um dos primeiros
cristãos a promover a libertação da Lei, da circuncisão e das diversas formas
de escravidão.



Resumo Inglês:

Freedom, as opposed to debauchery, is a Christian paradigm. Jesus did
not subject himself to the cultural parameters of his time, despite having
respected many important elements of the Jewish and Hellenistic culture and
religion. Paul’s letter to Philemon is evidence that Christians had understood
this liberation and human dignity pedagogy, above and beyond any Law.
Paul becomes one of the fi rst Christians to promote freedom from the Law,
circumcision, and from different forms of slavery.