Período de retorno de eventos de precipitação favoráveis às culturas agrícolas no estado de Alagoas

Journal of Environmental Analysis and Progress

Endereço:
Rua Manoel de Medeiros - SN - Dois Irmãos
Recife / PE
52171-900
Site: http://www.jeap.ufrpe.br
Telefone: (81) 9974-0932
ISSN: 2525-815X
Editor Chefe: Rejane Magalhães de Mendonça Pimentel
Início Publicação: 30/09/2016
Periodicidade: Trimestral
Área de Estudo: Multidisciplinar

Período de retorno de eventos de precipitação favoráveis às culturas agrícolas no estado de Alagoas

Ano: 2017 | Volume: 2 | Número: 4
Autores: J. F. António, M. A. V. António, A. L. de Carvalho, J. L. de Souza, F. D. dos S. Silva
Autor Correspondente: J. F. António | [email protected]

Palavras-chave: Evapotranspiração de referência, necessidade hídrica, déficit hídrico.

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

A grande variabilidade das condições climáticas é tida como principal fator responsável pelas oscilações das safras agrícolas no Brasil. Estas condições têm influenciado de maneira significativa o desenvolvimento do setor econômico e agropecuário no estado de Alagoas. O objetivo desse trabalho foi determinar o período de retorno de eventos de precipitações favoráveis ao desenvolvimento das culturas agrícolas dentro da estação de cultivo, para o estado de Alagoas, levando em conta a disponibilidade hídrica pela precipitação regional e a necessidade hídrica da cultura pela evapotranspiração. Para a realização desse trabalho foram realizados cálculos da soma dos totais das chuvas e a evapotranspiração de referência (ETo), utilizando dados meteorológicos obtidos do INMET, ANA, SUDENE e o CPC. Os resultados de ETo e da precipitação obtidas para cada região foram espacializados para todo o estado de Alagoas, utilizando o software QGIS 2.14.2. Os resultados mostraram que o cultivo de batata e feijão foi satisfatório, em grande parte do estado, e culturas como milho e arroz foram favoráveis apenas nas regiões da Zona da Mata, Litoral e parte do Agreste alagoano. O cultivo de tomate não apresentou condições satisfatórias em quase todas as regiões. Com isso, afirma-se a necessidade de implementação de sistemas de irrigação para uma prática agrícola mais sustentável.