Períodos de interferência de plantas daninhas na cultura do pimentão nos sistemas de plantio direto e convencional

Revista [email protected] On-line

Endereço:
Centro de Ciências Agrárias, Campus do Caume, Universidade Federal de Roraima, Monte Cristo, Rod BR 174, s/n
/ RR
69000-000
Site: http://www.agroambiente.ufrr.br
Telefone: 95 3627 2573
ISSN: 19828470
Editor Chefe: Sandra Catia Pereira Uchôa
Início Publicação: 30/11/2007
Periodicidade: Quadrimestral
Área de Estudo: Agronomia

Períodos de interferência de plantas daninhas na cultura do pimentão nos sistemas de plantio direto e convencional

Ano: 2015 | Volume: 9 | Número: 2
Autores: J. L. X. L. Cunha, F. C. L. de Freitas, M. E. H. Coelho, M. G. O. da Silva, H. C. de Mesquita, K. S. Silva
Autor Correspondente: J. L. X. L. Cunha | [email protected]

Palavras-chave: Capsicum annum L, Cobertura do solo, Período crítico

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

Objetivou-se com este trabalho avaliar os períodos de interferências das plantas daninhas no pimentão (Capsicum annum L.), cultivado nos sistemas de plantio direto (SPD) e convencional (SPC). Para isso, foi realizado um experimento em esquema de parcelas subdivididas, distribuídas no delineamento em blocos casualizados com quatro repetições. O SPD e o SPC foram avaliados nas parcelas, e nas subparcelas, os sete períodos de controle e convivência entre as plantas daninhas e o pimentão: 0; 0–14; 0–28; 0–49; 0–70; 0–91 e 0–112 dias após transplantio (DAT). Antes de cada capina e na ocasião da colheita, foram avaliadas as espécies, a densidade e a matéria seca das plantas daninhas. Na cultura do pimentão foram avaliados diâmetro, comprimento, número, peso médio dos frutos e produtividade. Verificou-se menor incidência de plantas daninhas no SPD em relação ao SPC. Quando mantida livre da competição com as plantas daninhas, a produtividade de pimentão foi 69,57% menor no SPC em relação ao SPD. O período crítico de prevenção à interferência foi de 19 a 95 DAT no SPD e de 11 a 100 DAT no SPC.