PREVENÇÃO PRIMÁRIA DA HIPERTENSÃO ARTERIAL SISTÊMICA: PERCEPÇÃO DE ESTILO DE VIDA SAUDÁVEL POR ADOLESCENTES DESCENDENTES E NÃO DESCENDENTES DE HIPERTENSOS

Bionorte

Endereço:
Avenida Osmani Barbosa, 11.111 - Conjunto Residencial JK
Montes Claros / MG
39404-006
Site: http://revistas.funorte.edu.br/revistas/index.php/bionorte
Telefone: (38) 2101-9288
ISSN: 2175-1943
Editor Chefe: Árlen Almeida Duarte de Sousa
Início Publicação: 01/02/2014
Periodicidade: Semestral
Área de Estudo: Ciências Biológicas, Área de Estudo: Ciências da Saúde, Área de Estudo: Multidisciplinar

PREVENÇÃO PRIMÁRIA DA HIPERTENSÃO ARTERIAL SISTÊMICA: PERCEPÇÃO DE ESTILO DE VIDA SAUDÁVEL POR ADOLESCENTES DESCENDENTES E NÃO DESCENDENTES DE HIPERTENSOS

Ano: 2016 | Volume: 5 | Número: 2
Autores: E. Reinine, L. M. Araújo, D. L. Carreiro, L. T. M. Coutinho, C. A. Santos, W. L. M. Coutinho
Autor Correspondente: W. L. M. Coutinho | [email protected]

Palavras-chave: Hipertensão. Estilo de Vida. Prevenção Primária. Adolescentes. Saúde Coletiva.

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

A Hipertensão Arterial Sistêmica é uma condição clínica marcada por níveis de pressão arterial elevado e sustentado, sendo que entre adolescentes sua incidência é de 6,0 a 8,0%. Tal agravo à saúde tem como fatores de risco modificáveis: obesidade, elevada ingestão de cloreto de sódio e lipídios e sedentarismo dentre outras, já os fatores não modificáveis compreendem: herança familiar, raça, sexo, idade e baixo peso ao nascer. Objetivou-se comparar, entre adolescentes descendentes e não descendentes de hipertensos, a percepção de hábitos de vida saudáveis favoráveis à prevenção da hipertensão arterial. Estudo transversal e descritivo, com população composta por adolescentes cadastrados em uma unidade de saúde da família de Montes Claros – MG. Constituíram-se dois grupos: G1 formado por 92 descendentes de hipertensos e G2 composto por 184 adolescentes não descendentes de hipertensos. Para coleta de dados utilizou-se: Questionário de Percepção de Hábitos Saudáveis (QPHAS), Critério de Classificação Econômica Brasil e questionários condições demográficas, socioeconômicas e hábitos de vida. Constatou-se que entre os descentes de hipertensos, das 30 questões que compõem o QPHAS, apenas 22 questões obtiveram índice de “boa percepção”. Já entre os adolescentes não descendentes de hipertensos, 28 questões obtiveram índice de “boa percepção”. Concluiu-se que adolescentes descendentes de hipertensos possuem menor percepção dos benefícios de hábitos de vida saudáveis favoráveis à prevenção da hipertensão arterial quando comparados aos adolescentes não descendentes de hipertensos.



Resumo Inglês:

The Hypertension is a clinical condition marked by high quality and sustained blood pressure, and among adolescents incidence of 6.0 to 8.0%. This health problem is to modifiable risk factors: obesity, high intake of sodium chloride and lipids and physical inactivity among others, as the non-modifiable factors include: family heritage, race, gender, age and low birth weight. This study aimed to compare, adolescent descendants and not descendants of hypertensive patients, the perception of healthy living habits conducive to prevention of hypertension. Cross-sectional and descriptive study, with a population composed of adolescents enrolled in a health unit family of Montes Claros - MG. Constituted to two groups: G1 formed by 92 descendants of hypertensive and G2 composed of 184 adolescents not descended from hypertensive. For data collection were used: Healthy Habits Perceptions Questionnaire (QPHAS), Economic Classification Criteria Brazil and questionnaires with demographic, socioeconomic and lifestyle habits variables. It was found that among the descendants of hypertensive of the 30 questions that make up the QPHAS, only 22 issues gained index "good sense." Among teens not descended from hypertensive, 28 issues gained index "good sense." It was concluded that hypertensive offspring adolescents have lower awareness of healthy living benefits habits conducive to prevention of hypertension when compared to non descendants of hypertensive adolescents.