As prioridades de quem produz: Entretenimento e violência nas fanpages dos jornais regionais

Lumina

Endereço:
FACOM - Universidade Federal de Juiz de ForaRua Professor Lourenço Kelmer, s/nCampus Martelos
Juiz de Fora / MG
36036-330
Site: https://periodicos.ufjf.br/index.php/lumina
Telefone: (32) 2102-3601
ISSN: 19814070
Editor Chefe: Gabriela Borges Martins Caravela
Início Publicação: 31/05/2007
Periodicidade: Quadrimestral
Área de Estudo: Comunicação

As prioridades de quem produz: Entretenimento e violência nas fanpages dos jornais regionais

Ano: 2021 | Volume: 15 | Número: 1
Autores: M. Massuchin, S. Sousa
Autor Correspondente: M. Massuchin | [email protected]l.com

Palavras-chave: facebook; jornalismo; jornais regionais; formato; abrangência

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

A migração dos veículos para as redes sociais mostra a centralidade que o espaço tem adquirido nas redações, especialmente como forma de distribuir conteúdo e, principalmente, atrair leitores, a partir da política dos cliques. Assim, a necessidade de atualização contínua, associada ao interesse dos leitores por assuntos leves e/ou curiosos e a busca por acessos aos portais podem fazer com que os veículos passem a priorizar determinados conteúdos que, apesar da pouca contribuição ao debate público, cumprem sua função de gerar cliques. A partir desse pressuposto, o artigo traz uma análise sobre como veículos regionais impressos têm usado o Facebook. O estudo é feito com base em 2.825 postagens realizadas durante duas semanas de coleta de dados, sendo que foi usada a análise de conteúdo quantitativa como técnica de pesquisa. O objetivo do artigo, de modo específico, é verificar os temas das postagens realizadas, observando similaridades e diferenças entre as seguintes fanpages: A Tarde, Correio Braziliense, Diário Online, Gazeta do Povo e O Globo. Dentre os principais resultados, cita-se a priorização dada aos temas de entretenimento, porém percebeu-se também a veiculação de assuntos relacionados à violência, que se caracterizam pela proximidade e impacto das notícias.