Qualidade da água e do sedimento de fundo de alguns córregos do município de Castelo, Estado do Espírito Santo

Revista [email protected] On-line

Endereço:
Centro de Ciências Agrárias, Campus do Caume, Universidade Federal de Roraima, Monte Cristo, Rod BR 174, s/n
/ RR
69000-000
Site: http://www.agroambiente.ufrr.br
Telefone: 95 3627 2573
ISSN: 19828470
Editor Chefe: Sandra Catia Pereira Uchôa
Início Publicação: 30/11/2007
Periodicidade: Quadrimestral
Área de Estudo: Agronomia

Qualidade da água e do sedimento de fundo de alguns córregos do município de Castelo, Estado do Espírito Santo

Ano: 2014 | Volume: 8 | Número: 2
Autores: A. A. do Amaral, S. C. Pires, J. L. Ferrari
Autor Correspondente: A. A. do Amaral | [email protected]

Palavras-chave: minerais do solo, elementos-traço, corpos hídricos = soil minerals, trace elements, water bodies.

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

No município de Castelo existem corpos hídricos em áreas agrossilvipastoris, utilizados para irrigação de lavouras, dessedentação animal e consumo humano. Objetivou-se, com esse estudo, avaliar a qualidade da água e do sedimento de fundo de oito córregos do município de Castelo, com base em variáveis físico-químicas. A temperatura, o oxigênio dissolvido (OD) e o pH da água foram medidos por meio de sonda. As amostras de sedimento de fundo foram coletadas com uma pá de ponta chata, com volume de 2,565 dm³ e, depois de secas, foram homogeneizadas e encaminhadas para o laboratório, onde foram determinados o pH, os teores de fósforo, potássio, cálcio, magnésio, alumínio, ferro, cobre, zinco, manganês, boro, sódio, carbono e matéria orgânica, a acidez potencial, a capacidade de troca catiônica, a soma de bases trocáveis e os índices de saturação de bases, de alumínio e de sódio. Verificou-se que o OD está abaixo do limite recomendado pelo CONAMA, na maioria dos pontos amostrados, mas o pH está dentro dos limites recomendados. No sedimento de fundo, os teores de ferro são altos, o que é uma característica dos solos da região. Com exceção do ferro e do manganês, os teores de minerais são baixos ou médios, na maioria dos pontos. A porcentagem de matéria orgânica é menor que 10% do peso seco, caracterizando o sedimento de fundo como mineral, em todos os pontos. O alto teor de areia indica pouca afinidade dos metais pelo sedimento de fundo. Essa condição, associada à acidez do sedimento de fundo, favorece a liberação dos minerais para a coluna de água, constatando-se o risco de contaminação ambiental.



Resumo Inglês:

In Castelo city, there are water bodies in agroforestry areas, used for irrigating crops, watering animals and human consumption. This study aimed to evaluate the water and bottom sediment quality of eight streams in Castelo city, based on physico-chemical variables. Temperature, dissolved oxygen (DO) and pH were measured by a probe. 2,565 dm³ volume sediment samples were collected with a flathead shovel, dried, homogenized, and sent to the laboratory for analysis. pH, the contents of phosphorus, potassium, calcium, magnesium, aluminum, iron, copper, zinc, manganese, boron, sodium, carbon and organic matter, acidity potential, cation exchange capacity, sum of exchangeable bases and the saturation index of bases, aluminum, and sodium were determined. It was found that the OD was below the recommended limits set by CONAMA in most sites, but the pH was within recommended limits at all points. In the bottom sediment, the iron content was high, which is characteristic of soils of the region. With the exception of iron and manganese, the mineral content was either low or medium, in most points. The percentage of organic matter was less than 10% by dry weight, characterizing the sediment as mineral at all points. The high content of sand indicates low affinity of metals by sediment. This condition, associated with the acidity of the sediment, favors the leaching of minerals into the water column. This is a potential environmental contamination risk.