A recomposição das escalas de governança, Estado e desenvolvimento territorial no Brasil

GeoTextos

Endereço:
Instituto de Geociências da Universidade Federal da Bahia - UFBA Rua Barão de Geremoabo, s/n, Federação
Salvador / BA
40.170-970
Site: http://www.geotextos.ufba.br
Telefone: 71-32838569
ISSN: 1984-5537
Editor Chefe: Angelo Serpa
Início Publicação: 28/02/2005
Periodicidade: Semestral
Área de Estudo: Geografia

A recomposição das escalas de governança, Estado e desenvolvimento territorial no Brasil

Ano: 2015 | Volume: 11 | Número: 1
Autores: Elson Luciano Silva Pires
Autor Correspondente: Elson Luciano Silva Pires | [email protected]

Palavras-chave: Escalas geográficas, Governança, Desenvolvimento territorial, Estado, Política pública

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

O processo global de recomposição espacial das ações humanas coloca em foco novos temas e novas escalas de análise do território, como a local e a regional, que simultâneos à escala da união de países em blocos, acabam por abrir possibilidades de estruturas de governança multinível, ou por impor redefinições de papéis aos Estados nacionais. O objetivo deste artigo é mostrar que a recomposição das escalas dos fenômenos globais, regionais e locais definem recortes significativos para o papel do Estado e a governança das políticas territoriais, enquanto crescem os desafios da cooperação e da coordenação entre organizações e instituições. Reiteramos aqui a pertinência das contribuições da geografia política e da economia política, que analisam, cada qual a seu modo, como os fenômenos políticos e as formas institucionais se territorializam e recortam espaços significativos de governança das relações sociais, dos seus interesses, compromissos, conflitos, controle, dominação e poder.