Resenha: Nas teias da memória, o museu, o arquivo e a produção de conhecimento

Línguas e Instrumentos Linguísticos

Endereço:
Rua Sérgio Buarque de Holanda - 421 - Cidade Universitária
Campinas / SP
13083-859
Site: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/lil
Telefone: (19) 3521-6729
ISSN: 2674-7375
Editor Chefe: Greciely Cristina da Costa
Início Publicação: 03/12/2020
Periodicidade: Semestral
Área de Estudo: Linguística, Letras e Artes, Área de Estudo: Linguística

Resenha: Nas teias da memória, o museu, o arquivo e a produção de conhecimento

Ano: 2020 | Volume: 23 | Número: 45
Autores: Ragievicz, Matheus França
Autor Correspondente: Ragievicz, Matheus França | [email protected]

Palavras-chave: Museu, Arquivo, Discurso

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

A obra Museus, Arquivos e Produção do Conhecimento em (Dis)curso traz ao leitor uma série de textos interessados em discutir a memória enquanto objeto teórico e simbólico. Organizado por Maria Cleci Venturini, reconhecida pesquisadora sobre o discurso urbano, o livro caracteriza-se por uma pluralidade pulsante de pesquisas, reflexões e inquietações provenientes de diferentes campos do saber, como a análise de discurso, a literatura e a história das ideias linguísticas. Cabe salientar que a publicação, de 2017 (Pontes Editores), é resultado das discussões do “I Colóquio Museus, Arquivos: espaços de memória no/do discurso urbano” realizado na Universidade Estadual do Centro-Oeste (UNICENTRO) em 2016. A coletânea, prefaciada por Amanda Scherer, conta com a presença de quinze capítulos escritos por pesquisadores de variadas instituições, o que demonstra, em certa medida, a heterogeneidade e a originalidade da organização do volume. Os eixos estruturadores, a saber, museus, arquivos e produção de conhecimento encontram na memória a linha que conduz, relaciona e combina a diferença estruturante do livro.



Resumo Inglês:

The work Museums, Archives and Knowledge Production in (Dis) course brings the reader a series of texts interested in discussing memory as a theoretical and symbolic object. Organized by Maria Cleci Venturini, a renowned researcher on urban discourse, the book is characterized by a pulsating plurality of research, reflections and concerns from different fields of knowledge, such as discourse analysis, literature and the history of linguistic ideas. It should be noted that the publication, from 2017 (Pontes Editores), is the result of the discussions of the “I Colloquium Museums, Archives: spaces of memory in / of urban discourse” held at the State University of the Midwest (UNICENTRO) in 2016. The collection , prefaced by Amanda Scherer, has the presence of fifteen chapters written by researchers from various institutions, which demonstrates, to a certain extent, the heterogeneity and originality of the organization of the volume. The structuring axes, namely museums, archives and knowledge production, find in memory the line that leads, relates and combines the structural difference of the book.