Soroprevalência das infecções pelos vírus das hepatites B e C e situação vacinal para o vírus da hepatite B em servidores da Polícia Rodoviária Federal, estado do Pará, Brasil, 2013-2014

Revista Pan-Amazônica de Saúde (RPAS)

Endereço:
Rodovia BR-316 km 7 - s/n - Centro
Ananindeua / PA
67030-000
Site: http://revista.iec.gov.br
Telefone: (91) 03214-2185
ISSN: 2176-6223
Editor Chefe: Dóris A. S. Corrêa e Isabella M. A. Mateus
Início Publicação: 02/01/2010
Periodicidade: Trimestral
Área de Estudo: Ciências Biológicas, Área de Estudo: Ciências da Saúde, Área de Estudo: Multidisciplinar

Soroprevalência das infecções pelos vírus das hepatites B e C e situação vacinal para o vírus da hepatite B em servidores da Polícia Rodoviária Federal, estado do Pará, Brasil, 2013-2014

Ano: 2017 | Volume: 8 | Número: 4
Autores: Candida Maria Abrahão de Oliveira, Ivanilda Silva da Silva, José Jorge Sales Vieira, Kemere Marques Vieira Barbosa, Pedro Eduardo Bonfim de Freitas, Vânia Pinto Sarmento, Manoel do Carmo Pereira Soares, Heloisa Marceliano Nunes
Autor Correspondente: Candida Maria Abrahão de Oliveira | [email protected]

Palavras-chave: Estudo Soroepidemiológico, Vírus da Hepatite B, Vírus da Hepatite C, Polícia, Cobertura Vacinal

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

OBJETIVO: Avaliar a soroprevalência das infecções pelos vírus das hepatites B (VHB) e C (VHC) e a resposta imune para o VHB em servidores da Polícia Rodoviária Federal do estado do Pará, Brasil. MATERIAIS E MÉTODOS: Estudo descritivo exploratório quantitativo, enfocando a vigilância em saúde do trabalhador, desenvolvido entre novembro de 2013 e dezembro de 2014, com 221 servidores, entre policiais e auxiliares administrativos. Os participantes foram submetidos à coleta de sangue para realização dos testes sorológicos HBsAg, anti-HBc, anti-HBs e anti-VHC, por técnicas imunoenzimáticas. RESULTADOS: Dos servidores examinados, houve frequência de 90,0% para o sexo masculino, prevalecendo a faixa etária de 41 a 50 anos (33,5%). Constatou-se a ausência de indivíduos reagentes para HBsAg e anti-VHC, prevalência de 8,1% para anti-HBc+/anti-HBs+, de 9,5% para anti-HBc+ isolado e de 42,1% para anti-HBs+ isolado. CONCLUSÃO: A detecção de marcadores de infecção pregressa do VHB na amostra indicou a circulação do vírus, e o elevado número de suscetíveis encontrado pode proporcionar o surgimento de novos infectados e/ou portadores do VHB. A ausência de circulação do VHC entre esses trabalhadores sugere que ações de prevenção e promoção à saúde devem ser desenvolvidas para o controle da infecção nessa população.



Resumo Inglês:

OBJECTIVE: To evaluate the seroprevalence of hepatitis B (HBV) and C (HCV) infections and the immune response to HBV in Federal Highway Police workers from Pará State, Brazil. MATERIALS AND METHODS: Descriptive xploratory quantitative study focusing on worker health surveillance, conducted from November 2013 to December 2014, including 221 employees, policemen and administrative assistants. Blood samples were collected from the participants for HBsAg, anti-HBc, anti-HBs and anti-HCV serological tests by immunoenzymatic techniques. RESULTS: Of the examined workers, the higher frequency for sex was male (90.0%) and age prevalence was 41–50 years (33.5%). It was not found individuals reactive for HBsAg and anti-HCV. The study showed prevalence of 8.1% for anti-HBc+/anti-HBs+, 9.5% for isolated anti-HBc+, and 42.1% for isolated anti-HBs+. CONCLUSION: The detection of markers of past HBV infection in the samples indicated the circulation of this virus, and the high number of susceptible individuals found may lead to the emergence of new HBV infected individuals and/or carriers. The absence of HCV circulation among those workers suggests that prevention and health promotion actions should be developed to control the infection in this population.