Teatro, cinema, diálogos e relações: Boca de Ouro e seus contextos

dObra[s]

Endereço:
RUA CARDOSO DE ALMEIDA, 788 - CONJ 144
São Paulo / SP
05013-011
Site: http://dobras.emnuvens.com.br/dobras
Telefone: (11) 4191-8183
ISSN: 2358-0003
Editor Chefe: Maria Claudia Bonadio
Início Publicação: 30/09/2007
Periodicidade: Semestral
Área de Estudo: Multidisciplinar

Teatro, cinema, diálogos e relações: Boca de Ouro e seus contextos

Ano: 2015 | Volume: 9 | Número: 18
Autores:
Autor Correspondente: A. D. Pereira | [email protected]

Palavras-chave: teatro, cinema, Boca de Ouro, Nelson Rodrigues, Nelson Pereira dos Santos.

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

A relação entre o teatro e o cinema está permeada de diálogos. Neste artigo, perceberemos como as artes precisam, não raramente, justificar sua relevância, seu valor social. Essa necessidade suscita a discussão sobre a importância da preservação do patrimônio artístico. Questionaremos, entretanto, os critérios sob os quais alguns artistas são considerados “prioridade”, e por que determinadas obras são consideradas “grandes”. Tendo como locus o Brasil, levantaremos, ainda, algumas discussões sobre o pensamento acadêmico cinematográfico e como essas reflexões se processaram no país, focando nossa atenção no filme Boca de Ouro (1963), de Nelson Pereira dos Santos, baseado na obra homônima de Nelson Rodrigues.