A articulação do reducionismo tecnicista à sofisticação tecnológica no discurso das políticas educacionais

Tecnologias, Sociedade e Conhecimento

Endereço:
Rua Seis de Agosto, 50 - Bloco V da Reitoria - 2º Piso - Cidade Universitária
Campinas / SP
13083-873
Site: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/tsc
Telefone: (19) 3521-7350
ISSN: 2318-8839
Editor Chefe: Prof. Dr. José Armando Valente e Profa. Dra. Maria Cecília Calani Baranauskas
Início Publicação: 11/11/2013
Periodicidade: Semestral
Área de Estudo: Ciência da computação, Área de Estudo: Educação, Área de Estudo: Ciências Sociais Aplicadas, Área de Estudo: Multidisciplinar

A articulação do reducionismo tecnicista à sofisticação tecnológica no discurso das políticas educacionais

Ano: 2020 | Volume: 7 | Número: 1
Autores: A. V. M. da SILVA
Autor Correspondente: A. V. M. da SILVA | [email protected]

Palavras-chave: políticas educacionais, tecnologias na edicação, reducionismo tecnicista, sofisticação tecnológica

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

A tese investiga as políticas educacionais no Brasil, implementadas na década de 1970 até 2015, analisando a inscrição das tecnologias na educação e focalizando os pressupostos e as implicações das formulações das políticas educacionais que as sustentam. A periodização assinala o predomínio da pedagogia tecnicista e a retomada deste movimento, de forma mais intensificada, nos anos reformistas neoliberais da década de 1990, objetivado no neotecnicismo, enquanto uma forma de organização das escolas, por parte de um Estado que busca maximizar os resultados dos recursos aplicados na educação. O estudo aponta para uma estruturação teórica em dois eixos centrais: (1) o reducionismo tecnicista – em que a formação de professores parte da dimensão acadêmica para a dimensão experimental/instrumental/pragmática e coloca a ênfase nas competências e habilidades dos professores e alunos para atingirem as metas e os resultados pré-estabelecidos; (2) a sofisticação tecnológica – a configuração do neotecnicismo centrado nos modos de incorporação educacional das TIC.