Mikhail Bulgákov e Yeshua Ha-Notzri – evidências da Primeira Busca do Jesus Histórico na literatura soviética

Coletânea

Endereço:
Rua Dom Gerardo - nº 68 - 6º andar - Centro
Rio de Janeiro / RJ
20090-030
Site: http://www.revistacoletanea.com.br
Telefone: (21) 2206-8200
ISSN: 1677-7883 impresso / 2763-6992 online
Editor Chefe: D. Anselmo Chagas de Paiva - OSB
Início Publicação: 14/05/2002
Periodicidade: Semestral
Área de Estudo: Filosofia, Área de Estudo: Teologia

Mikhail Bulgákov e Yeshua Ha-Notzri – evidências da Primeira Busca do Jesus Histórico na literatura soviética

Ano: 2015 | Volume: 14 | Número: 28
Autores: Alexander Zhebit e André Leonardo Chevitarese
Autor Correspondente: Alexander Zhebit | [email protected]

Palavras-chave: Mikhail Bulgákov. O Mestre e Margarida. Jesus Histórico. Stalinismo. Ateísmo Militante.

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

O romance O Mestre e Margarida de Mikhail Bulgákov, no particular, e a literatura e a dramaturgia soviéticas dos anos 1920, no geral, refletem a luta antirreligiosa na União Soviética neste período, que põe em evidência o conflito das diferentes abordagens em relação à solução do “problema do Cristo”. O referido romance, neste sentido, se insere em um contexto político e social de stalinismo, que se fortalece depois do exílio de Trotsky em 1928 e chega ao seu ápice em 1937-1938, quando se observa a ação do ateísmo militante, por um lado, e do confisco da propriedade da Igreja Russa pelo regime soviético, acompanhados pelas represálias contra o clero ortodoxo, por outro.



Resumo Inglês:

Mikhail Bulgakov`s novel The Master and Margarita, in particular, as well as the Soviet literature and dramaturgy of the 1920s, in general, reflect the anti-religious struggles in the Soviet Union in this period. Such data illustrate the conflict between the different approaches relating to the solution of the “Christ Problem”. In this sense that specific novel is part of a political and social context of Stalinism, which was strengthened after Trotsky’s exile in 1928, reaching its peak in 1937-1938, when one observes the actions of militant atheism, on the one hand, and the confiscation of the Russian Church’s property by the Soviet regime, followed by reprisals against the orthodox clergy, on the other.

Keywords: Mikhail Bulgakov. Master and Margarita. Historical Jesus. Stalinism. Militant Atheism.