Ortodoxos, hereges e infiéis na conquista islâmica do Egito: política e religião em uma encruzilhada entre história e memória

Coletânea

Endereço:
Rua Dom Gerardo - nº 68 - 6º andar - Centro
Rio de Janeiro / RJ
20090-030
Site: http://www.revistacoletanea.com.br
Telefone: (21) 2206-8200
ISSN: 1677-7883 impresso / 2763-6992 online
Editor Chefe: D. Anselmo Chagas de Paiva - OSB
Início Publicação: 14/05/2002
Periodicidade: Semestral
Área de Estudo: Filosofia, Área de Estudo: Teologia

Ortodoxos, hereges e infiéis na conquista islâmica do Egito: política e religião em uma encruzilhada entre história e memória

Ano: 2016 | Volume: 15 | Número: 29
Autores: Alfredo Bronzato da Costa Cruz
Autor Correspondente: Alfredo Bronzato da Costa Cruz | [email protected]

Palavras-chave: Historiografia e religião. Memória e política. Igreja Ortodoxa Copta.

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

O presente texto objetiva tecer uma reflexão sobre certos lugarescomuns da historiografia ocidental sobre a trajetória do cristianismo e seu relacionamento com o Islã, partindo da discussão a respeito das narrativas sobre a conquista árabe do Egito (639-642). Em primeiro lugar, evidencia a contingência da versão agora mais conhecida entre nós a respeito deste evento. A seguir, realiza o cotejo desta com a memória copta do mesmo acontecimento, conforme esta foi registrada na vida do patriarca Benjamin de Alexandria. Chama atenção para os vínculos entre categorias de descrição histórica e de classificação religiosa, fundamentais para se entender a forma como se constituíram as diferentes narrativas do estabelecimento do Islã no Vale do Nilo e a relação de seus adeptos com os cristãos dessa região.



Resumo Inglês:

This text aims to weave a reflection about some commonplaces of western historiography about the path of Christianity and its relationship with Islam, starting from the discussion concerning the narratives about Arab conquest of Egypt (639-642). In first place, it evidences the contingency of the now more known version about this event. Following, it confronts that version with the Coptic memory of the same fact, in the way it was recorded in the life of the patriarch Benjamin of Alexandria. It calls attention to the links between categories of historical description and of religious classification, essential to understand the way different narratives of the establishment of Islam in the Nile Valley were built, and the relationship of its followers with the Christians of this region.

Keywords: History and religion. Memory and politics. Coptic Orthodox Church.