Os programas de pesquisa de Lakatos e a sociologia da ciência: considerações sobre reconstruções da história da ciência

Coletânea

Endereço:
Rua Dom Gerardo - nº 68 - 6º andar - Centro
Rio de Janeiro / RJ
20090-030
Site: http://www.revistacoletanea.com.br
Telefone: (21) 2206-8200
ISSN: 1677-7883 impresso / 2763-6992 online
Editor Chefe: D. Anselmo Chagas de Paiva - OSB
Início Publicação: 14/05/2002
Periodicidade: Semestral
Área de Estudo: Filosofia, Área de Estudo: Teologia

Os programas de pesquisa de Lakatos e a sociologia da ciência: considerações sobre reconstruções da história da ciência

Ano: 2016 | Volume: 15 | Número: 30
Autores: João Fernando Christofoletti
Autor Correspondente: João Fernando Christofoletti | [email protected]

Palavras-chave: Filosofia da ciência. Imre Lakatos. Sociologia da ciência.

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

Esse estudo apresenta uma reflexão, de caráter introdutório, a partir do contraste entre as “reconstruções racionais da história da ciência” elaboradas por Imre Lakatos e as “reconstruções sociológicas da história da ciência” apresentadas por Steven Shapin. Procuraram-se debater as possibilidades de aproximação e distanciamento entre elas, a partir de uma obra específica de cada um desses autores e enfocando aspectos como racionalidade, subjetividade e influência do contexto social. Cada modo de reconstrução prioriza aspectos específicos. Enquanto um deles se concentra na lógica interna da prática científica, o outro se apoia em fatores sociais para explicá-la. Nesse sentido, eles também representam perspectivas distintas de se pensarem a prática científica e a própria ciência. Por fim, aponta-se para a possibilidade de essas reconstruções se inserirem, como uma manifestação atual, específica da prática científica, no debate da tradição filosófica, entre a possibilidade de um conhecimento verdadeiro e sua impossibilidade, defendida numa posição relativista.



Resumo Inglês:

This study presents an introductory reflection that contrasts the “rational reconstructions of the history of sciences”, described by Imre Lakatos, with the “sociological reconstructions of the history of sciences”, presented by Steven Shapin. We have intended to discuss the possible ways of contact and disconnection between these descriptions through a specific work of each one of these authors. It was done mainly considered aspects such as rationality, subjectivity and social context’s influence. Each mode of reconstruction attaches importance to particular aspects. While one focuses on the internal logic of the scientific practice, the other one relies on social factors to explain it. In this way, they also represent different perspectives of thinking about the scientific practice as well as science itself. Finally, it is suggested that these reconstructions may be inserted as a current manifestation, specific to scientific practice, in the debate of the philosophical tradition, between the possibility of a true knowledge and its impossibility, defended in a relativistic position.

Keywords: Philosophy of science. Imre Lakatos. Sociology of science.