Políticas de ações afirmativas no IFRS campus Rolante na perspectiva das relações étnico-raciais: uma experiência com projetos indissociáveis

Revista Transmutare

Endereço:
Avenida Sete de Setembro, 3165 - Rebouças
Curitiba / PR
80230-901
Site: https://periodicos.utfpr.edu.br/rtr
Telefone: (41) 3310-4727
ISSN: 2525-6475
Editor Chefe: Silvana Stremel; Jamile Cristina Ajub Bridi
Início Publicação: 01/02/2016
Periodicidade: Bianual
Área de Estudo: Ciências Humanas, Área de Estudo: Educação

Políticas de ações afirmativas no IFRS campus Rolante na perspectiva das relações étnico-raciais: uma experiência com projetos indissociáveis

Ano: 2020 | Volume: 5 | Número: Não se aplica
Autores: L. N. Corsino, C. R. dos Santos, J. Y. F. Diedrich, G. M. Rheinheimer
Autor Correspondente: L. N. Corsino | [email protected]

Palavras-chave: ações afirmativas, políticas públicas, educação profissional, antirracismo, indissociabilidade

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

O presente trabalho apresenta análise de dois projetos indissociáveis desenvolvidos no âmbito do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul – campus Rolante. O primeiro é o projeto de extensão “É IFRS que você [email protected]”, realizado no ano de 2018 e o segundo é o projeto de pesquisa “Ações afirmativas no Campus Rolante: estudo sobre o desempenho de estudantes contemplados com cotas raciais”, realizado entre os anos de 2018 e 2019. O objetivo deste estudo é apresentar uma reflexão crítica sobre o desenvolvimento dos projetos numa perspectiva indissociável. Trata-se de um estudo qualitativo de caráter descritivo que contou com os registros realizados pelos(as) bolsistas de iniciação científica e extensão e análise dos relatórios finais dos projetos e narrativas. A perspectiva ora apresentada compreende o caráter pedagógico na formação dos bolsistas estudantes do ensino médio integrado ao técnico, bem como das relações étnico-raciais, sobretudo no que tange à implementação das leis 10.639/03 e 12.711/12, como políticas de ações afirmativas. Os resultados indicam que a indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão pode contribuir de modo efetivo para a implementação de ações afirmativas e que o trabalho coletivo enriquece tanto a formação dos(as) bolsistas como as ações desenvolvidas na instituição.