Representações sociais sobre o processo formativo de professores do campo e da EJA no Brasil: a realidade na Amazônia Paraense

Revista Brasileira de Educação do Campo

Endereço:
Avenida Nossa Senhora de Fatima, 1588, Centro, Cep. 77900-000, Tocantinópolis, Tocantins, Brasil. - Centro
Tocantinópolis / TO
77900000
Site: https://sistemas.uft.edu.br/periodicos/index.php/campo
Telefone: (63) 3471-6037
ISSN: 25254863
Editor Chefe: Gustavo Cunha de Araujo
Início Publicação: 31/07/2016
Periodicidade: Anual
Área de Estudo: Ciências Humanas, Área de Estudo: Educação, Área de Estudo: Linguística, Letras e Artes, Área de Estudo: Multidisciplinar

Representações sociais sobre o processo formativo de professores do campo e da EJA no Brasil: a realidade na Amazônia Paraense

Ano: 2021 | Volume: 6 | Número: Não se aplica
Autores: A. S. Cunha, A. P. F. Loureiro, J. d'Arc de V. Neves
Autor Correspondente: A. S. Cunha | [email protected]

Palavras-chave: educação do campo, formação de professores, representações sociais.

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

O presente artigo articula o debate da formação inicial de professores  do campo, da Educação de Jovens e Adultos (EJA) e dos processos psicossociais que orientam a formação de professores  para/nas escolas do campo. Para tanto, envereda-se no campo teórico das Representações Sociais (RS) no intuito de analisar os sentidos e os signficados de professores que concluíram o Curso de Licenciatura em Educação do Campo sobre a contribuição do seu processo formativo para atuarem na EJA/campo na Amazônia Paraense. Trata-se de um estudo qualitativo do tipo exploratório/explicativo que utilizou o questionário e a entrevista semiestruturada para recolha dos dados. Os resultados deste estudo apontam que as Representações Sociais dos professores sobre o curso de Licenciatura em Educação do Campo inscrevem-se em significados que reafirmam que a formação específica, voltada às necessidades dos povos do campo, contribuíu com conhecimentos e processos de ensino-aprendizagem que potencializaram (re)pensar e inovar as práticas pedagógicas. Os professores do campo veem ainda o curso como espaço de produção de conhecimento diferenciado de ser e fazer-se professor da EJA no campo, na medida em que ajudam a compreender a dinâmica social e política do modo de vida campesina nos campos amazônicos brasileiros.



Resumo Inglês:

This article articulates the debate on the initial training of rural teachers, Youth and Adult Education (EJA) and the psychosocial processes that guide the training of teachers to / in rural schools. To this end, it embarks on the theoretical field of Social Representations (RS) in order to analyze the senses and meanings of teachers who completed the Degree Course in Rural Education under the contribution of their training process to work in the EJA / countryside in the Amazon Paraense. This is a qualitative study of the exploratory / explanatory type that used the questionnaire and the semi-structured interview to collect the data. The results of this study indicate that the Social Representations of the teachers about the Degree in Rural Education are enrolled in meanings that reaffirm that specific training, geared to the needs of rural people, contributed with knowledge and teaching-learning processes that potentialized (re) thinking and innovating pedagogical practices. The rural teachers also see the course as a space for the production of differentiated knowledge of being and becoming a teacher of EJA in the field, insofar as they help to understand the social and political dynamics of the peasant way of life in the Brazilian Amazonian rural areas.



Resumo Espanhol:

Este artículo articula el debate sobre la formación inicial de docentes rurales, Educación de Jóvenes y Adultos (EJA) y los procesos psicosociales que orientan la formación de docentes hacia / en las escuelas rurales. Para ello, se embarca en el campo teórico de las Representaciones Sociales (RS) con el fin de analizar los significados y significados de los docentes que cursaron la Licenciatura en Educación Rural sobre el aporte de su proceso formativo para trabajar en el campo EJA / en el Paraense Amazon. Se trata de un estudio cualitativo del tipo exploratorio / explicativo que utilizó el cuestionario y la entrevista semiestructurada para recolectar los datos. Los resultados de este estudio indican que las Representaciones Sociales de los docentes sobre la Licenciatura en Educación Rural se inscriben en significados que reafirman que la formación específica, orientada a las necesidades de la población rural, aportó conocimientos y procesos de enseñanza-aprendizaje que potencializaron (re) pensar. y prácticas pedagógicas innovadoras. Los docentes rurales también ven el curso como un espacio para la producción de conocimientos diferenciados de ser y convertirse en docente de EJA en el campo, en la medida en que ayudan a comprender la dinámica social y política del modo de vida campesino en los campos amazónicos brasileños.